Conselhos para quem está pensando em morar junto

casal-morando-junto

Morar junto com a namorada não é uma decisão fácil para ninguém. Por mais que pareça a coisa certa a se fazer, precisamos refletir muito e levar muitas coisas em consideração.

Se você está nessa etapa de decisão (se está na hora ou não de encontrar um lugar para dividir com a sua parceira), separei alguns conselhos, ou melhor, algumas reflexões que você deve fazer sobre esse momento.

Veja bem, eu não tenho a resposta se você deve ou não fazer isso, mas posso te ajudar a refletir corretamente e encontrar a resposta certa para isso.

Confira o que você precisa refletir antes de decidir se deve ou não morar junto com a sua parceira.

Tenha em mente que não será fácil.

A primeira coisa que você precisa saber é que não será fácil tomar essa decisão, assim como não será fácil se adaptar a essa mudança. Por isso, é muito importante levar a sua decisão a sério e realmente pensar sobre as suas possibilidades.

Sem querer botar pressão, mas esse é um grande passo no seu relacionamento e essa decisão está relacionada com o futuro da sua relação.

Então, nada de tomar uma decisão sem pensar, essa escolha pede um planejamento com antecedência. Dito isso, vamos as considerações.

A responsabilidade na relação irá aumentar.

Quando um casal decide morar juntos, independente do status da relação deles, isso com certeza irá influenciar nas responsabilidades desse casal. Quando você aceita morar junto com a sua parceira (ou chama ela para morar com você), você está assumindo uma responsabilidade com esse relacionamento e está deixando claro que pretende que ele perdure (podendo se transformar em algo maior).

Por isso, saiba que se vocês forem morar juntos as suas responsabilidade com ela irão aumentar e você terá que realmente se empenhar em fazer essa relação funcionar.

Ao assumir esse compromisso você deve estar de acordo com isso e ter certeza que é com ela que você quer ficar. Se você estiver de acordo com isso, já pode ser um bom sinal.

casal-morando-juntos

Essa decisão poderá influenciar a sua relação.

Além da responsabilidade, é preciso ter em mente que o convívio irá influenciar no seu relacionamento. Por isso você precisa ser cauteloso e tomar muito cuidado com o que você faz.

Quando o casal passa a morar juntos, eles passam a compartilhar tudo, ficam muito tempo juntos e a rotina começa a afetar o relacionamento.

Quando a alegria do começo passar, você terá que encontrar maneiras de manter o relacionamento e não deixar que a convivência do dia a dia e as brigas estraguem a relação. Isso não será uma tarefa fácil.

A decisão não é somente sua.

Essa é uma grande decisão e você não precisa toma-lá sozinho. Claro, a sua parceira estará ligada diretamente nessa tomada de decisão. Se vocês estão pensando em morar juntos é porque ela também tem esse desejo.

Por isso a dica é conversar com seus amigos e familiares, principalmente aqueles que já tem experiência no assunto, para perguntar qual a opinião deles sobre isso. Você não irá perguntar o que você deve fazer, mas sim ouvir a opinião deles para tentar compreender o que eles acham desse assunto, qual foi a experiência deles e assim por diante.

Tenha em mente que a decisão final é sua e da sua parceira, mas não custa nada ouvir a opinião dos outros para esclarecer a suas ideias.

casal-na-cama

Perceba os reais motivos de você querer fazer isso.

É preciso saber porque você e ela querem tomar essa decisão. Porque vocês querem morar juntos? Será por comodidade? Para dividir as contas? Ou porque vocês acham que o relacionamento está pronto para o próximo nível?

Compreender os motivos de querer morar junto (tanto os seus motivos quanto os dela) é fundamental para conseguir tomar uma decisão mais assertiva. Quanto mais confiante você estiver da sua decisão, melhor será a consequência no futuro.

Independente da decisão que você tomar, é preciso sempre levar em consideração o que é melhor para a sua relação no momento e o que é melhor para você e para a sua parceira. Se você acha que vocês não têm maturidade o suficiente, ou que a relação ainda não está pronta para isso, é possível adiar um pouco essa decisão, mas se você preferir arriscar e ir morar com ela, assuma essa responsabilidade e tente fazer o melhor possível para que tudo funcione da melhor maneira.

Se você quiser ler um pouco mais sobre o tema nós já escrevemos sobre como manter o romance depois de ir morar junto (confira). Assim você já fica preparado para quando as coisas esfriarem um pouco.


Leonardo Luchetta521 Posts

É psicólogo e redator de conteúdos. Escreve, reflete e pesquisa sobre os mais variados temas. Não considera a escrita como trabalho, mas uma necessidade da alma.

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register