Conheça os 4 tipos de relacionamentos que você deve evitar

briga-casal-viagem

Quando duas pessoas decidem ficar juntas e iniciar um namoro, não há como saber (no início) como será esse relacionamento, principalmente se as duas pessoas ainda não se conhecem muito bem.

Dessa forma, existem diversos tipos de relacionamentos amorosos. Alguns deles podem ser saudáveis, fazendo com que as pessoas cresçam e se desenvolvam juntas, enquanto outros podem ser completamente ruins, trazendo uma experiência negativa para as pessoas.

Refletindo sobre os tipos de relacionamento, dividi em 4 tipos de relação que você deve fugir, pois irá apenas te trazer problemas. Vou fazer uma breve descrição sobre esses relacionamentos para que seja possível compreender como são as dinâmicas deles. Confira:

O relacionamento possessivo.

O relacionamento possessivo é aquele em que a parceira sente que o seu namorado/marido é apenas dela. Ela o percebe como uma posse, tendo muito ciúmes do parceiro.

Nesse tipo de relação é comum que a parceira sinta muito ciúmes do parceiro, exigindo que ele dê atenção apenas para ela. Dessa forma, a maioria das brigas são por que ela se sente “deixada de lado”.

Em um primeiro momento pode parecer carência, mas no fundo, é uma necessidade de possessão e medo de perder o parceiro. Por isso, se você perceber isso em alguma parceira, é melhor se afastar dela.

O relacionamento “prisão”.

O relacionamento prisão é aquele em que não se pode fazer nada sozinho, não se pode ter amigos (nem amigas) e o homem sente que a parceira está tentando controlar ele.

Algumas falas comuns nesse tipo de relação são: “com quem você está falando?”, “com quem você estava?”, “Tinha mulheres lá?”, e assim por diante.

É comum que exista um sentimento ruim ao sair sem a parceira, pois ela geralmente faz com que o parceiro se sinta culpado por ter saído sem ela.

Nessa relação, a pessoa se sente como um verdadeiro prisioneiro.

amor-possessivo

As relações destrutivas.

As relações destrutivas são aquelas em que as pessoas brigam demasiadamente. Tudo é motivo para briga no relacionamento, até mesmo acontecimentos fúteis. Esse é o tipo de relação que já chegou ao fim, mas apenas os integrantes ainda não perceberam (ou não admitiram).

É muito comum que as pessoas parem de crescer juntas na relação, em que uma para de ajudar o crescimento da outra, atrapalhando o desenvolvimento pessoal de cada um. Esse é um tipo muito comum de relação e deve realmente ser evitado, pois os problemas na relação tendem apenas a piorar.

Os relacionamentos competitivos.

Nessas relações as pessoas começam a competir uma com a outra. Eles competem por quem recebe mais, quem tem o carro melhor, quem gosta mais de determinada coisa, quem é mais inteligente, quem é mais feliz, quem faz mais exercícios, quem tem mais amigos e assim por diante.

Tudo acaba se tornando uma competição no relacionamento. Sempre que o parceiro conta uma novidade, a parceira percebe isso de forma negativa (como se estivesse perdendo a competição).

Nesse tipo de relação um não torce para o crescimento do outro e os integrantes apenas competem entre si.

indiferenca-casal

Portanto, se você se identificou com alguns desses tipos de relacionamentos talvez seja interessante repensar sobre a qualidade da sua relação.

Esses são relacionamentos com grandes possibilidades de não funcionar, trazendo apenas problemas para a vida dos integrantes. A não ser que se faça algo para modificar isso.


Leonardo Luchetta530 Posts

É psicólogo e redator de conteúdos. Escreve, reflete e pesquisa sobre os mais variados temas. Não considera a escrita como trabalho, mas uma necessidade da alma.

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register