5 livros que todo homem deveria ler

Livros

A leitura é, ou pelo menos deveria ser, uma obrigação diária para todos os homens. O exercício da leitura e da interpretação nos mantém informados, atualizados e, principalmente, expande nossos conhecimentos. Os benefícios de adquirir o hábito da leitura são inúmeros. A leitura de jornais, revistas e livros fazem com que nos desenvolvamos mentalmente contribuindo para o enriquecimento e melhora de nossos processos cognitivos. A leitura de livros é ainda mais especial, pois é através dela que começamos a refletir sobre o mundo sob uma nova perspectiva, nos deixando mais críticos e com pensamentos autônomos. Por isto, indicamos 5 livros que todo homem deveria ler.

Livros

“O Guia Politicamente Incorreto da História do Mundo”

Este livro de autoria do jornalista Leandro Narloch nos traz uma visão diversificada dos acontecimentos do mundo, que diferem do que aprendemos no ensino formal. Ele nos instiga a pensamos os acontecimentos de uma forma diferente, assim como, refletir sobre como são contadas as histórias, escritas pelos “vencedores”. Este livro, além de aumentar seu conhecimento sobre os principais acontecimentos da história, também desmistifica alguns fatos que aprendemos de uma maneira “equivocada”. Outro livro, do mesmo autor, chamado “O Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil (2011)” também é muito interessante para continuar este aprendizado.

Autor: Leandro Narloch
Ano da publicação: 2013
Editora: Leya

“1964 História do Regime Militar Brasileiro”

Este livro escrito por Marcos Napolitano se faz obrigatório devido sua importância política e histórica. A leitura deste livro nos faz conhecer e refletir a fundo um dos acontecimentos mais importantes da política brasileira. Conhecer o passado é evitar cometer os mesmo erros no futuro. É uma ótima introdução para quem deseja aprender uma pouco mais sobre política e também, claro, sobre a história do nosso país. Segundo o próprio livro, esta é uma obra obrigatória para quem quer compreender o Brasil.

Autor: Marcos Napolitano
Ano da publicação: 2014.
Editora: Contexto

“Misto Quente”

Este livro escrito pelo renomado autor e poeta estadunidense Charles Bukowski nos traz uma ótima visão histórica dos Estados Unidos em 1929. Além das dificuldades do país, nos mostra também aspectos do desenvolvimento e amadurecimento do protagonista do livro, que contém, claro, toques auto biográficos. Mostrando de forma sutil como o ambiente em que nascemos nos influencia, a família os amigos e nossas experiências, contribuindo para tornarmos quem somos. Este livro pode servir de introdução para as demais obras do escritor que também se fazem necessárias para qualquer pessoas.

Autor: Charles Bukowski
Ano de publicação: 2010 (original 1982)
Editora: L&PM

“Sexus”

Já que falamos de Bukowski, precisamos falar também de Henry Miller, outro renomado escritor dos Estados Unidos. Sua literatura é considerada “maldita” devido a forma que aborda temas como o sexo, a mulher e as relações. Em pleno auge do livro “50 tons de cinza”, que cativou muitas mulheres, este livro de 1990 pode ser considerado uma versão masculina. O tema mais abordado no livro é o sexo buscando o prazer a qualquer preço, descrito com muitos detalhes sórdidos, sendo esta uma autobiografia do autor.

Autor: Henry Miller
Ano da publicação: 1990 contendo o livro I e II
Editora: L&PM

“Assim Falava Zaratustra”

Como o próprio livro de Friedrich Nietzsche já diz: Um livro para todos e para ninguém. Este livro, juntamente com o “Humano Demasiado Humano” do mesmo autor, são consideradas as obras mais densas representativas do pensamento deste filósofo, poeta e compositor alemão. A leitura deste livro se faz indispensável para quem deseja desenvolver-se como pessoa, adquirindo um pensamento mais crítico sobre os principais assuntos da vida. Apesar de sua leitura necessitar de muita atenção do leitor, devido ao estilo da escrita, com o tempo vamos nos acostumando com esta e apreciando a leitura. Realmente um livro que poderá transformas muitas vidas.

Autor: Friedich Wilhelm Nietzsche
Ano de publicação: 2009 (original 1883)
Editora: Escala


Leonardo Luchetta545 Posts

É psicólogo e redator de conteúdos. Escreve, reflete e pesquisa sobre os mais variados temas. Não considera a escrita como trabalho, mas uma necessidade da alma.

1 Comentário

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register