5 dicas para ter mais qualidade nos relacionamentos

Relacionamento

Independente do tipo de relacionamento, seja familiar, amizade ou até mesmo em um relacionamento amoroso, precisamos estar atentos à qualidade dos mesmos. Quando os nossos vínculos nesses relacionamentos não estão satisfatórios, principalmente quando estamos com problemas em mais de um deles, pode significar que nós é quem somos o problema e não necessariamente o outro. Pensando neste ponto de vista, separamos algumas dicas de como tornar-se mais sociável, sendo aquela pessoa que todos gostariam de conviver, conquistando assim a estima do outro com mais facilidade.

1) Saiba ser verdadeiro.

Ser verdadeiro é o requisito primordial para qualquer relação. O problema é que confundimos isto com a sinceridade excessiva ou, simplesmente, com dizer verdades que os outros não estão prontos para ouvir. Ser verdadeiro está relacionado a você dizer o que pensa, mas que não sejam pensamentos que irão denegrir a imagem da pessoa com a qual você está conversando, tampouco a imagem de outras pessoas. É preciso saber a hora de usar a sinceridade, sendo sincero de uma forma que você fale o suficiente para que o outro não se sinta magoado. Ser verdadeiro, portanto, significa dar suas opiniões verdadeiras sobre os assuntos, que sejam relacionados diretamente à você, sem que falte o respeito com o outro. É saber cuidar dos conteúdos de sua fala.

2) Seja cordial.

Isto significa saber como tratar o próximo com cordialidade. Hoje em dia nos esquecemos de dizer “bom dia”, “por favor”, “obrigado”, etc. Estas palavras podem ser o diferencial entre você ser uma pessoa querida pelos outros ou não. A forma como você trata o outro está diretamente relacionada à forma como os outros irão lhe tratar. Quanto mais o outro sentir-se querido por você, mais lhe terá estima. É preciso saber como expressar seus sentimentos de simpatia e afeto para com o outro.

3) Saiba elogiar.

O comportamento verbal é a única maneira do outro saber suas opiniões, principalmente suas opiniões sobre ele. Quando alguém faz algo que lhe agrada, é muito interessante saber como elogiar este algo, pois assim você estará reforçando esta pessoa a continuar te agradando e, além disto, estará demonstrando que algo que ele fez lhe agradou. O saber elogiar está relacionado também à não elogiar por formalidade. O elogio precisa ser sincero e verdadeiro de forma que o outro saiba que realmente está lhe agradando.

4) Agrade o outro.

Agradar o outro pode nos parecer uma tarefa muito complicada, mas na verdade pode ser muito mais simples do que imaginamos. Quando queremos agradar o outro pensamos em coisas mirabolantes, em atitudes grandiosas que irão de alguma forma agradar o outro, quando na verdade, algumas atitudes simples e verdadeiras podem agradar o outro de uma forma muito mais significativa. Qualquer atitude que você tiver que possa dizer para o outro que você esteve pensando nele ou que lembrou dele em determinado momento já pode fazer com que ele sinta-se especial e agradado. Demonstrando que você também tem estima por ele.

Esta mesma regra se aplica ao dar presentes. As vezes deixamos de presentear alguém querido pois acreditamos ter que dar presentes caros, quando na verdade, uma simples lembrancinha já pode ser o suficiente para dizer “eu tenho estima por você e lembrei de você”.

5) Nunca force a barra.

Por mais que tentamos, sempre existirão pessoas que não irão gostar de nós e tampouco nós iremos gostar deles. Dessas pessoas o melhor é se afastar. Quando a estima mútua não aparece com o tempo, não se pode forçar para que ela aconteça. Algumas relações realmente não dão certo, por diversas razões e não é sua responsabilidade tentar sempre “conquistar” o outro.

É preciso mudar alguns comportamentos para que aumentem o número de pessoas que possam ter algum carinho por você e que queiram você por perto, mas isto não significa que irá acontecer com todas. Quando parecer que seus esforços para conquistar a amizade do outro estão sendo insatisfatórios, talvez seja a deixa para você parar de tentar.

Nos relacionamentos é preciso saber dar e receber. Não se pode pedir do outro sem dar, tampouco dar sem nunca receber. Precisa ser uma troca mútua de afeto, para que o mesmo relacionamento, independente do tipo, se desenvolva e até mesmo possa continuar existindo.


Leonardo Luchetta549 Posts

É psicólogo e redator de conteúdos. Escreve, reflete e pesquisa sobre os mais variados temas. Não considera a escrita como trabalho, mas uma necessidade da alma.

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register