10 dicas de como conhecer melhor o mundo dos vinhos

apps_para_vinho_-_reproducao

Como bom amante de vinho que sou, estava lendo sobre o assunto e encontrei 10 dicas de como conhecer melhor o mundo dessa bebida que vem cada dia mais conquistando todos. Para quem não conhece, pode ser meio estranho se aventurar nesse universo, porém, com essas dicas, você pode se tornar um connoisseur facilmente.

  1. Armazenar corretamente as garrafas de vinho é meio caminho andado para preservar tudo aquilo que cada uma tem de melhor, por isso, guarde as garrafas de vinho deitadas, para evitar que a rolha seque, e em um ambiente com uma temperatura estável.
  1. Se tiver dúvidas sobre a qualidade de um vinho que gostaria de servir (não sabe há quanto tempo tem a garrafa, a rolha está estranha ou o vinho não chega até meio da gargantilha da garrafa), prove-o primeiro: se o sabor se assemelhar a vinagre ou a nozes, jogue fora e abra outra garrafa
  1. Nem sempre é fácil juntar vinho com alimentos, de forma a conseguir a melhor combinação possível, mas estas dicas dão uma ajuda: se quer beber um vinho com nuances de limão, como um Sauvignon Blanc ou um Pinot Grigio por exemplo, pense em alimentos que poderiam ser temperados e servidos com limão, caso do peixe; se o prato for mais cremoso, opte por um vinho igualmente cremoso, caso de um Chardonnay; se a refeição vai ser picante ou vai conter muitas especiarias/temperos, encontrará um bom equilíbrio num vinho mais frutado, como um Riesling.
  1. Para servir um vinho corretamente tem que assegurar que ele esteja à temperatura adequada: certifique-se que retira um vinho branco do frigorífico 10 minutos antes de o servir (para assegurar que esteja a uma temperatura entre 4ºC e 7ºC) e que coloca um vinho tinto no frigorífico durante 10 minutos antes de o servir (para assegurar que esteja a uma temperatura entre 12ºC e 14ºC).
  1. Para além da temperatura, também é importante deixar o vinho “respirar” antes de o servir. Abra a garrafa e deite o vinho num decantador, deixando-o repousar durante pelo menos 15 minutos – este tempo vai permitir que o oxigénio se misture com o vinho e, consequentemente, potencie os seus sabores. Se não tiver um decantador, abra a garrafa (até pode deitar um pouco no seu copo) e respeite na mesma o tempo de repouso recomendado.
  1. Degustar um vinho, também passa por desfrutar do seu aroma e, embora este possa parecer um gesto snob ou reservado exclusivamente a quem realmente percebe de vinhos, não há nada como treinar o olfato! Antes de provar um vinho (nunca encha o copo!), agite-o suavemente no copo e leve-o ao nariz para poder cheirar. Enquanto o nosso paladar pode facilmente distinguir se um vinho é doce ou ácido, o nosso nariz tem uma maior capacidade para ajudar a decifrar as nuances de um vinho, para depois as poder saborear por inteiro. Sabia que 80% dos sabores que provamos chega ao nosso cérebro graças aos aromas que o nosso nariz conseguir distinguir?
  1. Quando em dúvida, opte sempre por um Pinot Noir, ou seja, se tiver de escolher uma garrafa de vinho para levar para um almoço ou para um grupo na mesa de um restaurante, escolha um Pinot Noir. Este é um vinho neutro que, não sendo nem muito pesado, nem muito suave, combina bem com uma enorme variedade de alimentos.
  1. Para além de ser um prazer beber um bom vinho, também é um prazer cozinhar com um bom vinho e é precisamente aqui que está o segredo: se não beberia o vinho, então não cozinhe com ele! Uma boa dica é cozinhar com o vinho que depois vai servirà refeição: o resultado final é muito engraçado…
  1. Infelizmente, o vinho tinto mancha facilmente os dentes de muitas pessoas, mas isso não quer dizer que tenha de abdicar do mesmo! Opte antes por vinhos tintos mais leves, caso dos Pinot Noirs ou os Roses, evitando os vinhos tintos que contêm uma elevada quantidade de taninos (os responsáveis pelos dentes manchados), caso dos Cabernet Sauvignons e dos Chiantis.
  1. No final de um almoço ou jantar, não precisa se desfazer do vinho que ficou na garrafa(s). Sabia que existem várias maneiras de aproveitar as sobras de vinho?Este néctar dos deuses é demasiado bom para desperdiçar!

Pronto, agora é só escolher o vinho certo para a ocasião certa.


Pedro Winicius

Pedro Winicius23 Posts

Nordestino, 20 anos e apaixonado por vinhos. Prestes a se formar em publicidade pela UNICEUMA, apaixonado por filmes, series e uma boa viagem.

1 Comentário

  • Leonardo Lopes. Reply

    28 de fevereiro de 2016 at 15:01

    Boas dicas.

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register