Os benefícios em abandonar as redes sociais

Homem celular

Antes de iniciar a leitura desse artigo, preciso fazer um aviso: não pretendo, de forma alguma, tentar convencer que as redes sociais trazem algum tipo de problema para a sua vida ou tentar persuadi-lo para excluir suas redes sociais. Na verdade, o meu objetivo é apenas demonstrar alguns benefícios existentes em deixar algumas redes sociais de lado, trazendo algumas reflexões decorrentes de minha própria experiência, já comentada aqui.

Abandonar de vez as redes sociais parece uma tarefa impossível para muitas pessoas, mas o comportamento de afastar-se por algum tempo delas, nem que seja em algumas horas durante o dia já pode trazer muitos benefícios para você, confira alguns deles:

Melhor uso de seu tempo.

As redes sociais servem tanto para aproximar as pessoas e otimizar o tempo, como também podem servir para a procrastinação, atrapalhando nos momentos em que deveríamos estar fazendo algo produtivo. Por isso, se você é uma dessas pessoas que acredita que algumas redes sociais estão mais te atrapalhando do que justamente ajudando, talvez seja interessante abandoná-las por um tempo.

No meu caso, a rede social estava fazendo com que eu ficasse apenas procurando vídeos, fotos e perfil de conhecidos, quando na verdade eu deveria estar me concentrando em ler um artigo para a faculdade ou escrevendo para esse site. Por isso decidi tomar a drástica decisão de excluir meu perfil de uma rede social em específico (aquela com F, sabe?) e até o momento os benefícios estão sendo maiores do que os malefícios (que também existem).

exposicao-redes-sociais

Menos tempo utilizando celulares ou notbooks.

Mesmo que precisamos fazer algum tipo de trabalho, estudo ou até mesmo lazer, seja no celular ou no computador, em muitos casos nós acabamos também dando aquela conferida nas redes sociais, e isso acaba fazendo com que nós fiquemos mais tempo do que devíamos utilizando essas tecnologias.

Atualmente eu utilizo meu notebook apenas para trabalho, deixando o lazer para outras atividades fora dessa “realidade virtual”. Portanto, o tempo que eu passo utilizando esses aparelhos passou a ser mais bem utilizado e, principalmente, me vejo utilizando esses aparelhos muito menos do que antes. E acredito que isso seja uma vantagem, tendo em vista que eu passava muitas horas em frente ao computador, até mesmo nas horas de lazer.

Os sentimentos negativos.

As redes sociais, em muitos casos, servem para nos alegrar e trazer prazer, ao mesmo tempo que servem para fazer com que sintamos raiva, inveja ou nos deixando deprimidos. É claro que isso é muito subjetivo, mas já presenciei muitos relatos de pessoas que passam a sentir-se deprimidas com o uso constante das redes sociais, principalmente porque acreditam que as outras pessoas são mais felizes do que elas e assim por diante.

Portanto, um benefício de deixar de acessar com frequência essas redes é fazer com que ela deixe de influenciar negativamente em seu humor e que, principalmente, pare de fazer com que você tenha sentimentos negativos É incrível como nós buscamos notícias de pessoas que nos deixam abaladas ou de pessoas que não gostamos.

Nesse caso, se as redes sociais trazem mais sentimentos negativos do que positivos em você. Se trazem mais inseguranças do que deveriam, você deveria rever a sua forma de lidar com esses meios.

homem-smartphone

O outro deixa de te influenciar tanto.

Um detalhe que eu tenho percebido nesses últimos tempos é que atualmente eu não me importo tanto assim com o que está sendo discutido nas redes sociais, tampouco me preocupo em postar algo, afinal, não tenho mais onde postar (para ser justo ainda mantenho uma rede social com o objetivo de promover meus textos). Mas definitivamente não estou mais preocupado em ganhar likes ou que as pessoas comentem em algo que eu publiquei, assim como, não me influencio mais com as opiniões negativistas postadas nessas redes sociais.

Então posso afirmar que até o momento, tenho gostado (e muito) dos resultados de ter largado o meu perfil.

Até as conversas melhoram.

Nós somos influenciados por tudo o que gostamos e vivenciamos, e muito do que fazemos acaba transformando-se em assuntos para nossas conversas. Não é diferente com as redes sociais. Nós acabamos conversando sobre os temas que vemos nas redes sociais e sobre as redes sociais em si, fazendo com que alguns desses temas fiquem repetitivos e principalmente com pouco conteúdo.

Dessa forma, quando diminuímos a utilização das redes sociais, acabamos também encontrando outros meios e conteúdos (as vezes mais interessantes) que se tornam nossos assuntos de conversa com os outros, abandonando os assuntos das redes sociais.

grupo conversando

E você, já pensou em abandonar ou parar de usar alguma rede social?


Leonardo Luchetta549 Posts

É psicólogo e redator de conteúdos. Escreve, reflete e pesquisa sobre os mais variados temas. Não considera a escrita como trabalho, mas uma necessidade da alma.

55 Comentários

  • Fabio Reply

    30 de janeiro de 2017 at 13:30

    Ótimo texto! Desativei minha conta do Face e do Insta, confesso que não é fácil. Hoje estou no segundo dia (tremendo já), mas preciso ficar no mínimo uma semana, ou se conseguir por mais tempo, então será melhor ainda. Preciso viver o real, na verdade fico apenas vendo a vido dos outros, e as minhas prioridades estão indo pro ralo, trabalho, pós graduação e meu filho tem apenas 5% do meu tempo, não é justo!

  • Vinicius Reply

    22 de março de 2017 at 01:23

    Ótimo texto !
    Ficamos alienados , condicionados a absorver todas as informações e tudo o que escrevem e postam . E esquecemos que maioria das publicações do FACEBOOK e Instagram são situações maqueadas. Nem tudo é real.
    Devemos existir para aquilo que é palpável e real . Família, amigos , relacionamento , andar, tirar uma soneca na hora do almoço.
    Conhecer pessoas de perto. Enfim , um privilégio que o ser humano deixou de lado . Parece que até Matrix kkkk ( entendedores entenderão) .

  • Fernando Reply

    22 de março de 2017 at 09:49

    Ainda tenho as redes sociais, porém quase não entro, dou uma olhadela de vez em nunca. Eu vivi um tempo em que acordava e dormia com os olhos grudados no celular, hoje em dia vivo muito melhor, mais feliz, produtivo e leitor.

  • Gessica Reply

    7 de junho de 2017 at 02:12

    Uma vez fiquei 15 dias sem whatsapp, Facebook, instagram e todo o resto. Não só exclui os apps, como desativei as contas. Elas estavam me deixando mesquinha e sem vida social. Fiquei menos mesquinha e ironicamente continuei “sem vida social”, pois o pessoal que me cercava ainda era escravo da Internet. Era difícil eu saber o que acontecia ao meu redor (digo as fofocas ). Foi um pouco solitário, mas também libertador. Quando voltei, resolvi ficar apenas com o whatsapp (número novo só para os amigos) e instagram. Um pouco menos viciada, mas não o suficiente e estava voltando a depender de “likes” e aquela necessidade de mostrar a minha vida. Então desativei novamente o instagram e continuei com o whatsapp, pois as pessoas não sabem que o celular faz chamadas e manda SMS. As redes sociais tem sim suas vantagens. Serve para aproximar quem está perto e saber o que acontece no mundo, mas distancia quem está perto e não deixa ver o” seu mundo”. Antes elas não existiam e a gente VIVIA e bem. Vou ser tachada como garota das cavernas, eu sei! E daí? Sempre gostei de ser diferente mesmo.

    • Lenardo Luchetta Reply

      12 de junho de 2017 at 13:48

      Olá Gessica,

      Obrigado pelo seu comentário!

      Independente do que os outros possam te “tachar”, o interessante é você fazer o que sente que te faz bem.
      Se as redes sociais não estavam te trazendo benefícios e te faziam sentir “mesquinha”, você pode buscar por outras coisas que te tragam maiores benefícios!
      Lembre-se sempre da importância das nossas relações não virtuais e como devemos cultiva-las.

      Um abraço.

  • Cristina Reply

    10 de julho de 2017 at 16:46

    Sou ESCRAVA da internet e das redes sociais… Sou totalmente dependente das redes sociais e quero me libertar desse maldito vicio , sim , é um vicio maldito porque deixamos de passar o tempo com as pessoas que amamos para ficar ali fuçando em facebook e instagran vendo coisas que nao acrescentam em nada na nossa vida … vendo a “vida perfeita” dos outros e postando a nossa “vida perfeita” que na verdade nao existe ….eu fico mais no celular do que brinco com meu filho, logo eu que desejei tanto meu filho , hoje me pego sem paciência com ele por causa que estou olhando a linha do tempo do facebook … eu vou aos lugares ja pensando nas fotos que vou postar , posto as fotos pensando nas curtidas, que vida é essa? nunca me imaginei viciada em internet mas estou , e ainda por cima estou entrando em depressão por causa do uso excessivo ….. MAS VOU MUDAR E DAQUI UNS DIAS VENHO RELATAR MINHA EXPERIENCIA !

    • Guilherme Cury Reply

      11 de julho de 2017 at 20:19

      Boa! Estamos no aguardo do seu relato!

    • Leonardo Luchetta Reply

      11 de julho de 2017 at 21:12

      Cristina.
      Que relato interessante. Muito obrigado por compartilhar ele conosco!
      Esperamos ansiosos pelos resultados e por seu relato futuro. .
      Não esqueça de nos avisar sobre as mudanças na sua vida (e nos seus pensamentos), e como você fez para mudar, Ok?
      Grande abraço.

    • Telma Reply

      9 de janeiro de 2018 at 08:21

      Oi Cristina… Gostaria de saber se você conseguiu desativar de vez suas contas.

  • jesicka Reply

    27 de agosto de 2017 at 22:52

    Já fui muito viciada em rede social perdi 5a de minha vida em rede social remas agora acordei para realidade aprendi a valorizar o tempo que temos em fazer novas coisas e poder melhorar a nós no começo e super difícil sair da vida virtual mas não impossível é depois só vem Bons benefícios pq conhecemos melhor a nós mesmo isso é possível por dedicar mas tempo a nós do que as redes sociais

  • Leonardo Leal Luchetta Reply

    28 de agosto de 2017 at 13:24

    Ótimo relato Jesicka.
    Obrigado por compartilhar conosco.
    Realmente, as redes sociais podem si se tornar um vício na vida das pessoas.
    Quem bom que você conseguiu perceber e lidar com isso de forma saudável!

    Grande abraço.

  • Nahgabi Reply

    17 de setembro de 2017 at 23:15

    Já fui viciada também mais desativei faz um mês e claro que as vezes eu tenho recaída mas não posto mais só foto do perfil mudava porém desativei depois , mais agora que passou um mês vou deletar e instagram também definitavamente ,ainda mais meu ciúmes doentio por ex que está com uma nova amizade isso fez com que eu deletase de uma vez e falta de consideração das pessoas ,eu não sei o quanto é benefíco as redes sociais é mais para divulgação de trabalho ou comunicar com os famíliares mas tenho certeza que senti sua falta arruma um jeito de procurar você…Redes sociais você fica exposta e isso não é bom

    • Leonardo Leal Luchetta Reply

      18 de setembro de 2017 at 11:23

      Isso aí!
      Se você sente que as redes sociais não estão te trazendo coisas boas, por que continuar com elas?

      O uso consciente dessas redes pode trazer muitos benefícios para nossa vidas, por isso é interessante perceber como estamos nos sentindo em relação à elas.

      Obrigado pode compartilhar seu relato conosco, Nahgabi.
      Grande abraço!

  • Márcia Nunes Reply

    29 de setembro de 2017 at 00:47

    Resolvi desativar faz mais de um mês, agora vou excluir definitivamente! Percebi também que está tomando muito meu tempo, tempo esse que eu deveria usar para estudar.

    • Leonardo Leal Luchetta Reply

      29 de setembro de 2017 at 14:58

      Olá Márcia.
      Muito interessante a sua escolha! Em alguns momentos é realmente interessante abrir mão de algumas coisas que roubam o nosso tempo..

      Obrigado pelo comentário e parabéns pelo escolha!
      Aquele abraço..

  • Renan Walisson Reply

    14 de outubro de 2017 at 22:32

    Desde 2013 que uso redes sociais. Passei todo o ensino médio usando as redes, perdi muito tempo, poderia ter aproveitado meu tempo para estudar. As redes sociais mexeram muito comigo, me fizeram “perder” momentos importantes da vida pessoal, além do quê, as constantes discussões por temas variados eram um calo. Há pouco tempo desativei tudo, Facebook, Instagram e WhathsApp. Confesso, não está sendo fácil, mas sei que com fé em Deus irei vencer. A principio, planejo passar uns 6 meses sem redes sociais, depois, fazer novas contas e adicionar só amigos próximos e familiares, mas com muito cuidado e usando com limites. Hoje, estudo para concurso , estou cursando o 2º período do curso de Direito, vivo a vida real, não ligo para mostrar minhas conquistas as pessoas, exceto os amigos e familiares, mas sem redes sociais. Uso só um bate-papo do e-mail para conversar com uma amiga assuntos da faculdade, mas no computador, porque o aplicativo não uso no celular, aliás, até meu celular hoje é um simples que só faz ligação e recebe, e manda SMS, rsrs. Enfim, espero em Deus, acredito que vou conseguir me reorganizar e estudar para concursos, buscando a tão sonhada aprovação e mudando a vida de quem eu amo. Força, amigos e amigas, Deus é com vocês.

  • André Reply

    11 de novembro de 2017 at 17:19

    Engraçado que eu sempre me senti estranho com redes sociais. Ao mesmo tempo que nos conecta, nos separa das pessoas, as vezes as mais próximas… Talvez eu não seja um anti social, talvez o mundo em si acredite que ser anti social é não ter redes sociais, mas na verdade o que nos torna anti sociais, é essa falta de empatia com as pessoas próximas. Talvez…

  • Carine Reply

    25 de novembro de 2017 at 07:30

    Quando decidi excluir minhas redes sociais (instagram e facebook) fui muito criticada e foi difícil vencer essa luta sozinha. Principalmente porque faço faculdade de computação e as pessoas usavam isso como argumento. Mas a questão é que independente do curso que faço, o mais importante é o impacto que essas redes causam na vida de cada um. No meu caso foram mais experiências negativas do que positivas. Atualmente, nem sei quanto tempo faz (rs) que saí disso e estou ótima. Minha vida melhorou de forma significativa, sem exagero. Não critico que tem, mas eu “sigo o baile” muito bem e Graças a Deus não faz falta. Adorei o texto! Bom saber que mais pessoas pensam como eu… =)

    • Leonardo Luchetta Reply

      27 de novembro de 2017 at 13:16

      Que ótimo comentário, Carine.

      Obrigado por expor a sua opinião. Cada vez mais essa atitude está se tornando comum. Deixando de existir tanta crítica em cima do assunto.

      Grande abraço.

  • Aline Reply

    15 de dezembro de 2017 at 03:24

    Acabo de deletar outra conta do facebook. Sinto que ele me toma bastante o meu precioso tempo, tempo esse que deveria tá estudando. Espero dessa vez passar mais tempo longe, preciso estudar pra concursos e faculdade.

  • pedro felipe Reply

    20 de dezembro de 2017 at 09:04

    rapaz acho que redes sociais são tudo falso porque é tudo feito de mentira e inveja e tristeza e noticias tristes,evito brigas pelo net agora só vou aos blogs,sites,foruns por isso evito o facebook e outros redes sociais!

  • Rafael pisoni Reply

    2 de janeiro de 2018 at 13:14

    Ja nao uso facebook a 2 anos.whats faz 6 meses.se querem falar comigo venham a mim.uso email.pois pra mim que sou um arqueologista das boas novas,so leio e reapondo o email se eu quiser.otimo artigo.abraco

  • Priscila Reply

    10 de janeiro de 2018 at 17:17

    Estou a uns 2 anos sem face, só o zap mesmo e só uso para familiares mais próximos e amigos, não gosto muito de grupos porque fica igual o face tem horas com muita falsidade e superficialidade, só uso grupo do zap pra estudo mesmo, e até Internet tento me policiar, pois é muito útil, mas o exagero também não é legal

  • Sandi Reply

    27 de janeiro de 2018 at 17:00

    Gente, que maravilha encontrar pessoas que como eu se perceberam dependente das redes sociais, é o mais importante acordaram.
    Tem 2 meses que excluí o Facebook é hoje tem 1 semana do Instagram, está sendo libertador, estava me fazendo ser uma pessoa infeliz, invejosa, procrastinandora, e perdendo tempo precioso com as pessoas que eu amo

  • Guilherme Reply

    9 de fevereiro de 2018 at 18:29

    Só não consegui me livrar do Whatsapp.
    . Acertou em cheio quando falou sobre viver a vida dos outros, ou achar que eles são mais felizes.
    No começo foi difícil. Amigos e familiares soltando piadinhas. Já tinha feito isso antes, quando precisava estudar. Agora é porque existem pessoas e histórias que passam, e se elas não estão no presente, é por que eu não as quero no futuro.
    A rede social que eu quero construir pra mim é ima família grande, numerosa e unida.

  • Leandro Reply

    12 de fevereiro de 2018 at 07:59

    Oi amigos, estou há algum tempo pensando seriamente em sair de redes sociais (facebook e grupos de watsap), tem me atrapalhado muito no trabalho e na convivência com aqueles que estão próximos…
    Devo fazer isso em breve, imagino que sofrerei muitas críticas, mas acho que não posso continuar fazendo algo que tem me prejudicado simplesmente pelo medo do que os outros irão pensam… Abraço!

  • Damaris Reply

    16 de fevereiro de 2018 at 07:47

    Putz…é muito dificil…Há 1 semana eu decidi me afastar das redes sociais e já tive recaidas.Percebo que o facebook é uma rede de intrigas , a gente nem sempre posta nada, mas fica procurando saber sobre a vida dos outros e procrastinando a nossa vida.É inacreditável como que a famosa ” vou dar só uma olhadinha” pode virar horas…Já me peguei vendo facebook e instagram até altas horas da noite.
    As vezes usamos as redes como distração, fuga dos problemas (no meu caso)…Mas ao invés de ajudar, só atrapalha.Eu não consigo mais produzir estando ligada nas redes…Confesso que penso em cancelar o facebook de vez, mas quando vejo os meus 575 “amigos” tenho a sensação de que ao abandonar ficarei só. Mas enfim, vamos ver…Já estou estudando sair das redes e deixar só o instagram para uso profissional.

  • JULIANA SANTOS Reply

    19 de fevereiro de 2018 at 14:14

    Essa experiência que estou fazendo de me manter longe ( 2 anos do f*) das redes sociais tem me feito muito bem. No momento tenho só whats (sem grupos). Ja tive muitas crises de indas e vindas nas redes, exibicionismo, querer mostrar algo que não é real. Mas a ficha caiu, preciso me poupar e tambem poupar o proximo é um sinal de respeito. Quero me manter na vida real… Ser, e não parecer! Artigos desta qualidade me desperta ainda mais reflexão, sobre esse assunto tão contemporâneo e importante. Obrigada!

  • Robson Reply

    2 de março de 2018 at 03:30

    Decidi abandonar as redes sociais hoje .
    Na minha percepção perdi muita capacidade de comunicação com pessoas reais , fora o tempo de procrastinação , as vezes me pegava vendo as mesma publicações um monte de vezes .
    Me libertar dos vícios é minha meta para esse ano, além de redes sociais já faz 2 meses que não bebo álcool , não tem a ver com o assunto , mas mostra que quando queremos mudar algo, conseguimos!
    (Obs: bebia quase todos os dias , portanto 2 meses é um baita tempo sem beber kk)

  • Ângela Reply

    4 de março de 2018 at 18:28

    Decidi sair das redes sociais a 4 dias, desde 1 de Março de 2018 ( Facebook, instagram ), não deletei as contas mais não estou entrando, ahhh apaguei 90% dos contactos do whatssap, estava me fazendo mal, muito mal……estava me deixando e stressada e até posso afirmar ….estava me deixando invejosa. Esses 4 dias foramais excelentes, está sendo uma experiência libertadora. A ideia é ficar 4 meses sem redes sócias!

  • Samuel Reply

    23 de março de 2018 at 10:28

    Ótimo texto. Bem, eu também era viciado em redes sociais desde a época do Orkut. Depois Facebook e Twitter. Em maio do ano passado, deletei minha conta de Facebook e isso só me fez bem. Coisa de um mês e meio atrás, foi a vez do Twitter. Mas ai, eu percebi que fiquei praticamente sozinho no mundo. Os amigos que fiz nos diversos lugares que morei, amizades e contatos de trabalho estavam todos nas redes sociais. Foi necessário começar tudo do zero, resgatar contatos sem ser por redes sociais, ou seja, à moda antiga, o que foi facilitado pelo fato de eu ter voltado a viver na pequena cidade da minha família, quase 20 anos depois. E até reencontrei uma antiga paixão adolescente de 1994 e agora estamos juntos há 2 anos. Na nossa época, sequer existia Internet e éramos muito mais felizes. Ela ainda é viciada em redes sociais e percebi que, por se tratar de cidade pequena, onde todos se conhecem, tem nos feito muito mal.
    Enfim, prefiro ficar assim, só com Whatsapp por real necessidade de contatos profissionais e pessoais como se fosse a antiga agenda de telefones. Está bom demais.

  • Clecia Silva Reply

    2 de abril de 2018 at 11:23

    …gostei muito deste site, apesar de se chamar: “Tudo para homens”, rs… percebi que muitos dos comentários são de mulheres, e cá está mais uma deixando o relato da experiência com redes sociais… Nunca tive Instagram, fiz questão de não ter, e tinha facebook, mas, não era tão dependente, mas, raramente qdo acessava, dizia para mim mesma: “vai ser rapidinho”, daí perdia horas navegando… Nunca tive necessidades de postar fotos minhas, mas, gostava de ver a de outros… Pra concluir, desativei o face recentemente… Mas, no passado tbm já consegui ficar 1 ano sem acessar… No momento só tenho Whats, mas, não me sinto dependente, e tenho tbm conta no Pinterest, este eu gosto, mesmo pq as postagens são super ‘despessoalizadas’ … as pessoas não mostram a cara e consequentemente é desnessários depender de likes. Boa sorte aí para quem está tentando! Persistam e hão de conseguir!

  • Luiz Carlos Dos Santos Reply

    18 de abril de 2018 at 14:24

    Hoje estou no segundo dia sem Facebook,Whatsapp e Instagram confesso estou me sentindo mal pois, gosto muito mais nos últimos meses sinto que minha situação de esquizofrênico está piorando justamente por causa dessas redes sociais.
    Me tornei um escravo delas as vezes quase surto de raiva de postagem ou comentários de pessoas que nem me conhecem e muito menos tiveram intensão de me agredir.

  • Letícia Reply

    29 de abril de 2018 at 23:34

    Já fiquei 3 meses sem rede social e foi a melhor coisa, depois voltei pro vício e infelizmente perdi muito tempo! Voltei aos estudos, procrastino por causa do facebook e resolvi me afastar, graças a isso quase não mexo no celular, quando fico no aparelho é para ler notícias, tbm consigo estudar. É bom observar que ficar sem entrar em facebook melhora o nosso psicológico, pq é cada postagem/comentário de ódio, um atacando o outro…

  • Eudina Reply

    6 de maio de 2018 at 20:58

    Oi, as redes sociais me deixam bastante deprimidas. Já excluí minha conta uma vez, mas por insegurança acabei voltando. Preciso aprender a lidar com isso. Não gosto muito de lidar com pessoas e ali me sinto bem exposta, como se todos soubessem que minha vida é bem simplória.
    Tento ficar longe,mas é bem dificil.
    Não gosto muito das pessoas do modo como as coisas estão e ali me dá uma sensação de fracasso. Mais uma vez vou tentar ficar longe.

    • leonardo Reply

      21 de outubro de 2018 at 01:11

      Boa sorte, você vai conseguir!

  • Fabricia souza Reply

    26 de junho de 2018 at 18:15

    Boa noite, estou a 4 dias sem redes sociais face, whatizap e etc, a minha vida pessoal está ótima cim crianças e marido está tudo ótimo mais tempo, é ñ estou sentindo falta, no trabalho também não faz a menor falta porém meu chefe achou isso anormal, que eu devo está passando por algum problema porém sinceramente não está acontecendo nada, so resolvi me afastar por tempo indeterminado, amanhã pediu pra ir no Rh conversar com psicóloga. Agora não entendi pra que isso, estou fazendo meu trabalho normalmente é agora essa rs

  • Anônimo Reply

    1 de julho de 2018 at 14:08

    Boa Tarde!!
    Depois de um término de namoro trágico, resolvi excluir permanentemente todas minhas redes sociais como Facebook, instagram já faz quase 2 meses, por ultimo resolvi excluir o whatsapp, essas coisas de redes sociais nos torna verdadeiros escravos, nos tornamos totalmente dependentes sobre saber o que está acontecendo na vida das pessoas, e isso com o tempo acaba nos prejudicando causando certo tipos de transtornos psicológicos: como a ansiedade. Minha experiência tem sido bem solitária, porém me sobra mais tempo pra fazer coisas que são realmente importantes.

  • Felipe Brigido Reply

    4 de julho de 2018 at 22:27

    Hoje 04/07/2018 deletei meu Facebook, Instagram e Zapzap, estava sufocado já, preso a uma solidão virtual

  • Jéssica S. Reply

    10 de julho de 2018 at 15:34

    Gente como estou feliz ontem 10.07.2018 eu também deletei meu facebooks que mantinha desde 2012, nossa me sinto liberta com a graça de DEUS não fomos criados para sermos dominado por uma tela eletronica e pela vida alheia , afinal que coisa mais em sentido né… Hoje as ´pessoas deixam de viverem suas próprias vidas para viverem as alheias nossa é bom demais

  • Luana Reply

    22 de julho de 2018 at 16:53

    Tenho 21 anos e hoje deletei meu Instagram e facebook.
    Esse ano tem sido um ano muito intenso pra mim, comecei a namorar cedo, com 15 anos e fiquei nesse namoro por 6 anos, quando em fevereiro desse ano decidi terminar pois não estava mais feliz, a empresa que eu trabalhava fechou, tranquei o curso que eu estava fazendo porque não me via trabalhando naquela aérea. Enfim varias coisas, então acabei me apegando muito a internet, mas percebi que esta me fazendo mal, porque passo mais tempo comparando a minha Vida a das outras pessoas do que vivendo, minha autoestima está baixa, sinto como se eu não fosse uma pessoa digna de alguém gostar, decidi que não quero mais isso pra mim, que preciso me cuidar psicologicamente pra acaso algum dia eu volte pra rede social com uma visão diferente da que tenho hoje, pois antes eu gostava, pelo vídeos, coisas engraçadas, depois passou a se tornar algo ruim é depressivo.

  • Vanessa Reply

    31 de julho de 2018 at 13:50

    Boa tarde! Engracado como um texto pode influenciar a gente e ajudar com nossos dilemas (e neuras) cotidianos. Desativei meu Facebook há 4 anos e estava há 3 sem whatsapp, minha Comunicação era via SMS. Não tenho Instagram. Infelizmente minha operadora cortou meu beneficio do SMS alegando um código que desisti de decifrar. Minha produtividade aumentou visivelmente, consigo estudar muito bem, obrigada.
    Leio bastante e me dedico à seletiva do meu mestrado. Não sei se tive contras porque o Facebook parecia uma rede plastificada, o contato virtual era mais interessante que o real. Era só marcar uma cerveja e todos se esquivavam. Como eu AMO acampar na Ilha Grande no Río de Janeiro, a segunda vez que visitei o Paraíso, em dez e jan último, tive um susto ao ver que no Camping tinha sinal de internet (que o dono muito sabiamente desligou no último día do ano rsrsrs) Fiquei de outubro passado a junho no whatsapp e decidi sair há um mês. O mais engracado é que sou a única professora do Colégio que não tem Whatsapp,, mas, segundo minha chefe, sou a mais rápida ao responder os emails dela rsrsrs Minha comunicação é vía e mail com três pessoas, então posso acreditar que esses são amigos até pra sinal de fumaca. O resto? Ah, deixe-os presos nas redes.

  • Ed Sousa Reply

    17 de agosto de 2018 at 17:23

    Esse texto era o que faltava para abrir minha mente de vez. Faz anos que perco meu tempo com as redes sociais, me atrapalham muito nos estudos, sinto que aprendo muito menos do que poderia aprender, já teve situação de não conseguir me concentrar para a prova pensando nas discussões que tinha travado sobre política, futebol, etc. O pior é que usamos tudo como desculpa para usar as redes, por exemplo, até o estudo, achando que com ela vamos ter mais contato com os professores, com colegas de turma, que vamos fazer grupos para estudar, compartilhar assuntos relacionados a matéria, e na verdade tudo isso não passa de balela, 95 % que passamos nas redes é só lendo e compartilhando assuntos que não nos acrescentam nada. Muito obrigado por esse texto, foi crucial para minha decisão. Estou deletando tudo a partir de agora e só vou ficar com WhatsApp, mas esse eu não uso tanto, meu problema era mesmo facebook e instagram. Abraços.

  • Marcos Roberto Reply

    9 de setembro de 2018 at 14:32

    Desde sempre eu percebi que redes sociais, é uma completa perca de tempo, Exceto em caso de trabalho.
    Criei meu perfil em 2011, a pedido de um amigo, desde então, acessava o semanalmente, aí percebi que eu era muito curioso, vivia pesquisando, lendo post de outros. Há 6 meses consegui excluir permanentemente a minha conta, hoje exclui meu instagram.
    Há não muito tempo procuro administrar meu tempo, e logo redes sociais é algo que não trás muitos benefícios nesse sentido.

  • Thaianne Reply

    15 de setembro de 2018 at 23:58

    Desativei minhas redes sócias o Instagram e Facebook, pois como trabalho o dia todo e faço faculdade a noite, o pouco tempo que tinha para fazer um laser, ler um livro e conversar com minha família acabava me distraindo com as redes sociais. Faz apenas uma semana que desativei, sendo assim ainda vou colher os benefícios desta atitude. Obrigada

  • Lucas Reply

    23 de setembro de 2018 at 00:03

    Comecei a usar a internet de forma massiva em 2014, quando estava estudando para o vestibular. De lá para cá, minha vida piorou. Crises de ansiedades e nervosismo foram frequentes. Não conseguia me concentrar em nada e a gota d’água foi, quando fui fazer uma prova de matemática na faculdade e não consegui me concentrar para realizar os cálculos simples de uma questão. A partir daquele momento, decidi que mudaria de vida.
    Hoje, só utilizo o Whastapp e Linkedin, por conta do networking.
    Quando uma pessoa está viciada e sofre de crises como a minha, o conselho que dou é que saiam delas o mais rápido possível!
    Não espero voltar a acessar o Facebook tão cedo e, se voltar, os acessos não serão frequentes.

  • Giovane Reply

    25 de setembro de 2018 at 17:39

    Cheguei a ter 600 “amigos” no face, mas achava o conteúdo vazio, com algumas exceções.
    Hj somente WhatsApp, onde tem grupo de amigos e familiares. Uso LinkedIn por causa do trabalho, gosto de ver música no YouTube e também uso para divulgação da empresa que trabalho.
    Não faz falta.
    Depois disso percebi que a vida vai mais além de redes sociais.
    Achei essa página justamente fazendo a pergunta: como viver sem redes sociaiw.

  • Luana Oliveira Reply

    27 de setembro de 2018 at 18:06

    Estou desde outubro de 2016 sem redes! Só mantenho Whatsapp pq enfim, é só mensagem como SMS, e-mail e Youtube para pesquisas. No começo vem pergunta de todo lado do pq fiz isso, mas tirei de letra, e senti falta somente de acesso a algumas notícias, como a feirinha que ia ter em tal lugar, um novo restaurante que abriu… Mas falta das pessoas, das blogueiras, das discurssões e julgamentos, jamais! Fico 100% cada momento e isso é maravilhoso! <3

  • paulo duarte Reply

    18 de dezembro de 2018 at 11:07

    eu nunca fui fã de redes sociais porem sempre tiver por causa dos padrões que a sociedade te impõe de estar ali onde todos estão gostava de publicar algumas coisa no facebook com um tempo excluir minha conta e de vez em quando ainda ia la da uma olhada nos meus contatos que não via por morar longe ou em outra cidade mais decidi excluir definitivamente, ontem excluir o meu instagram definitivamente e espero nao fazer uma nova conta ja que estava seguindo apenas 25 pessoas que eram conhecidas, hoje estou apenas com whatsapp devido ao trabalho e não morar mais com minha familia, mais pretendo ficar menos tempo tambem no whatsapp meu celular tinha um tempo extimado de 02 horas por dia para mexer em redes sociais hoje baixei para apenas 01 hora por dia!

  • Ezequiel Campos Reply

    23 de dezembro de 2018 at 19:18

    Já estou a cinco anos sem redes social. Me sinto ótimo! Mais inteligível e na minha.

  • Anderson Reply

    5 de janeiro de 2019 at 19:57

    Saí tb, o mais dificil foi o Twitter rs, para não dizer que não tenho rede social, mantenho o Linkedin, por causa de emprego, tinha duas contas no Instagram, uma pessoal (deletei) e outra aonde divulgo fotos e curiosidades sobre biologia (sou biólogo), então mantive só essa conta do instagram. O Whatsapp tb mantenho por causa de trabalho, aonde tem grupos de comunicação já que sou freelancer na área audiovisual, mas só acesso dias úteis.

  • Caroline Reply

    6 de fevereiro de 2019 at 08:01

    Que texto incrível! E cada comentário melhor que o outro! Já tem um ano que já queria abandonar as redes sociais, mas sempre vinha uma fraqueza e eu voltava de novo. Me sentia sozinha, e achava que a vida das outras pessoas era mais feliz do que a minha, e já estava sentindo até sintomas de depressão. E sempre procurando aqui uma ajudaa. Até que li mais esse texto! O Instagram eu já desativei a um tempo e exclui o aplicativo, como não tinha muitos seguidores não senti muita falta. Já o Facebook tem dias que ativo a conta novamente, mas começo a olhar e não me sinto bem e desativo novamente alguns minutos depois. O whatsapp eu exclui a conta, mas ainda estou em dúvida se volto ou não… Mas já estou sentindo uma grande evolução em estar me afastando aos poucos de tudo isso, e recuperando o verdadeiro sentindo da vida e quem eu realmente sou… Um grande abraço, fiquem com Deus!

  • Karen Reply

    17 de fevereiro de 2019 at 19:18

    Resolvi excluir meu facebook que era viciada quando percebi estar tomando mais conta da vida alheia do que da minha, decidi que preciso olhar mais pra mim e o Facebook não ajuda. Libertador! Eu li os comentários e em vários as pessoas descrevem a liberdade e é exatamente isso. Passamos a fazer mais coisas das quais gostamos fora que passamos a olhar mais pra nossa própria vida, o que pode ser difícil, mas tende a trazer bons frutos no decorrer do tempo. É maravilhoso nos libertar da falsa necessidade de cuidar da vida alheia e nos preocupar muito se o outro parece estar muito feliz e essa comparação é muito prejudicial a nossa saúde psicológica. Eu tinha também Instagram,mas quase não entrava, e quando exclui o face passei a entrar uma vez ao dia o que levou eu excluir também essa rede. Resumindo: libertador

  • Marcelo Dias Reply

    21 de fevereiro de 2019 at 09:17

    Não sinto falta das redes sociais, tenho meu tempo para minha família e meus filho, mostrei a eles que ao chegarem em casa, estávamos nos aproximando das pessoas distantes e nos afastando do contato olho no olho dentro de casa. Hoje temos mais tempo em família nos unindo mais, sei que é difícil, mas os benefícios são muito maiores …

  • Gabriella Reply

    26 de fevereiro de 2019 at 00:10

    Há alguns anos não possuo rede social e me sinto muito livre. Decidi abandonar após sofrer uma depressão. Eu deixava de correr atrás das minhas coisas para ver o dos outros. Hoje sou muito mais bem sucedida do que muitos que ficam postando uma “vida perfeita”, aos poucos conquistando o que queria sem precisar perder tempo em redes sociais. Quem tiver vontade de excluir, vale a pena! Sejam felizes 🙂

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register