Os benefícios do não criticar

CRITICA

Nós aprendemos desde cedo que devemos ter as nossas próprias opiniões e que quando algo não nos agrada, devemos comunicar isto. Podemos imaginar que assim nasceu a crítica, que geralmente é uma opinião nossa a respeito do que o outro fez, da maneira como comportou-se ou expressou-se, independente se isto nos afeta ou não.

Este tipo de crítica, que vamos chamar de crítica negativa, trás consigo muitos problemas, tanto para nós quanto para o outro. Desta forma, trazemos uma reflexão a respeito dos benefícios de não criticar negativamente o outro, demonstrando o quão negativas e problemáticas são estas críticas.

A não crítica trás mais resultados positivos do que simplesmente criticar.

Quando criticamos o outro, fazemos com que ele coloque-se na defensiva, ou seja, o criticado geralmente irá tentar se justificar e não irá modificar o que foi “justificado”. A crítica pode ser vista como uma forma de “agressão” pelo outro, como uma tentativa de mostrar o quanto ele está errado e, dificilmente, ele irá concordar que está agindo de forma equivocada, ocasionando assim um problema.

Por exemplo, quando desejamos que o outro modifique algum tipo de comportamento. Se nós simplesmente criticarmos o comportamento atual dele, ele irá nos mostrar mil razões por comportar-se desta forma e continuará fazendo isto. Uma ótima maneira de demonstrar isto é pensarmos na fala, muito comum de quem foi criticado, que é: “eu fiz o melhor que pude” esta fala demonstra o quanto o outro tentou apenas justificar-se, sem pretensões de modificar seu comportamento.

Mas se por outro lado, nós demonstrarmos outras maneiras para ele comportar-se, obtendo os mesmo resultados, as chances de ele modificar o comportamento atual são muito grandes. Desta forma, não estaremos criticando o outro e sim mostrando caminhos para que possa desenvolver-se como pessoa. Obtendo melhores resultados para nossos objetivos.

Nós criticamos o outro, não a nós mesmos.

É mais comum que vejamos erro no comportamento do outro, mas dificilmente conseguimos encontrar erros nos nossos próprios comportamentos. Desta forma, nós somos levados a criticar apenas o outro, deixando de criticar a nós mesmos. A consequência disso, é que quando alguém nos crítica geralmente iremos tomar esta critica como verdade. O mesmo acontece quando criticamos o outro. Quem crítica, está vendo apenas o erro do outro sem perceber os próprios erros que pode ter cometido.

Quando duas pessoas cometem o mesmo erro simultaneamente, ambas irão buscar as causas externas de este erro ter ocorrido, colocando assim a culpa no outro. Portanto, um pode culpar o outro pelo mesmo erro cometido, sem perceber a sua própria parcela, ou contribuição para que o erro tenha ocorrido.

Isto contribui ainda mais para que a crítica torne-se algo completamente negativo, pois além de ficar na defensiva, o criticado não irá perceber sua própria culpa, pois pensará na crítica como uma inverdade, fazendo assim que continue a comportar-se de maneira negativa, cometendo os mesmo erros.

A não crítica melhora as relações.

Criticando nós conseguiremos apenas desmoralizar e desmotivar o outro, ao invés de fazer com que ele modifique e melhore. Nós estaremos contribuindo negativamente com o outro quando apenas criticamos. O criticado pode sentir-se facilmente ofendido por uma crítica feita, mesmo quando estamos visando somente ajudá-lo.

Deste forma, ao criticar o outro, nós estaremos contribuindo negativamente para que a nossa relação torne-se instável, fazendo até mesmo com que o outro deixe de gostar de nós, perdendo amizades ou qualquer outro tipo de relacionamento.

A melhor forma de fazer com que o outro cresça e modifique seu comportamento de forma positiva, é deixando de criticar as atitudes dele e conversando de forma não agressiva para conseguirem, juntos, chegar a uma acordo de qual é a melhor maneira de agir para que algo tenha um melhor resultado.

Pensamos assim, sempre que criticamos, temos um motivo para isto. Ao invés de simplesmente criticarmos o outro, vamos demonstrar os motivos que pensamos, para que ele modifique o que quer que iriamos criticar. Desta forma, você estará resguardando a relação de vocês e conseguirá obter um resultado positivo com maior frequência.

No lugar de criticarmos ou condenarmos os outros, vamos procurar entendê-los, tentado descobrir o por que fazem o que fazem e quais são os motivos para que o outro se comporte de tal maneira. Esta atitude é muito mais benéfica do que simplesmente criticar, gerando assim empatia, tolerância e bondade. A partir de hoje, sempre que algum pensamento de crítica surgir em sua mente, tente entender os motivos destes pensamentos, e caso sinta necessário, explique somente estes motivos para o outro. Com isto você verá como as suas relações se tornarão mais saudáveis e satisfatórias.

clique e confira!


Leonardo Luchetta547 Posts

É psicólogo e redator de conteúdos. Escreve, reflete e pesquisa sobre os mais variados temas. Não considera a escrita como trabalho, mas uma necessidade da alma.

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register