Lidando com a Pressão Social

Pressão social

A pressão social, principalmente em um momento de escolha, pode interferir e até mesmo impedir que você tome uma decisão assertiva. O medo do que os outros irão pensar sobre você e sobre as suas escolhas ou o medo das consequências dessa escolha podem fazer com que algo simples transforme-se em um problema intransponível.

Refletindo sobre o momento da escolha e da pressão social, elaborei algumas dicas de como amenizar e lidar com essa pressão social, visando facilitar o processo de escolha.

1) Saiba quais são suas opiniões.

Em um momento de escolha é preciso ter bem claro quais são as suas opiniões a respeito dessa escolha e principalmente quais pensamentos que você tem a respeito da mesma. Reflita sobre o que você pensou sobre a escolha e quais consequências você acredita que possam existir nesta decisão. Pense somente sobre o que você acredita e, neste momento, deixe de lado a opinião alheia. Faça uma lista apenas com as suas reflexões acerca desta situação, tendo em mente que neste momento somente a sua forma de perceber a situação é que realmente importa. Tente perceber ainda quais são os seus motivos para tomar essa decisão.

2) Diferencie a opinião do outro.

Sabendo quais realmente são as suas opiniões, agora é hora de diferenciá-las das opiniões dos outros, ou seja, é o momento de você realmente saber o que você acha que irá ocorrer e o que o outro, independente de quem seja, acredita que ocorrerá. Tente não contaminar-se com a opinião do outro, apenas diferenciá-la. Neste momento não estaremos fazendo juízo de valor, ou seja, estaremos apenas percebendo quais são suas reflexões e quais são as reflexões dos outros. Lembrando que as opiniões podem até ser semelhantes, mas precisam diferenciar-se em algum ponto para que seja possível perceber essa diferença de opiniões.

3) Tente perceber quais opiniões são mais relevantes.

Feito esse levantamento e essa separação acerca da sua opinião e da opinião do outro, é hora de tentar entender quais dessas opiniões são mais adequadas com a sua realidade atual. Tenha em mente que ambas são importantes e podem ser válidas. Fazendo isso você conseguirá ter uma ideia melhor de como o outro te influencia e como a opinião do outro pode servir para te auxiliar. É preciso ser muito racional nesse momento, para saber qual opinião mais tem a ver com a realidade. Nesse caso, a opinião do outro, ou a sua, pode ser a mais assertiva. Cabe a você entender qual realmente pode te trazer maiores benefícios futuros.

4) Reflita sobre a consequência dessas opiniões sobre você.

Além de levar em consideração a relevância das opiniões alheias, é interessante também questionar-se acerca das consequências das opiniões dos outros sobre você e principalmente sobre os seus comportamentos. Isso fica mais fácil de ser percebido caso você opte em seguir a sua opinião e não a opinião alheia. Tente perceber até que ponto o outro interfere na sua forma de pensar e de agir. Até que ponto você age para agradar os outros ou a si mesmo. Refletir sobre isso significa perceber também os motivos de você tomar essa decisão, se eles são voltados para uma autossatisfação ou para satisfazer o desejo de aceitação pelo outro.

escolha-assertiva

5) Entenda os motivos de sua escolha.

Entender os motivos de sua escolha quer dizer refletir acerca do motivo de você tomar essa escolha e não outra. Agora que você já consegue perceber quais escolhas você pode tomar, levando em conta a sua opinião e a opinião do outro, você também já está mais apto a saber as consequências de cada escolha. Isso significa então saber também os motivos de escolher X e não Y.

Esse entendimento fará com que você fique ainda mais seguro dessa sua escolha, afinal você refletiu adequadamente para tomá-la e, principalmente, com isso você irá saber lidar melhor com as consequências de sua escolha, pela certeza de ter feito uma escolha assertiva, mesmo que sejam consequências negativas, divergindo das consequências que você havia previamente pensando.

No momento da escolha é preciso ter em mente que cada escolha carrega consigo uma consequência, que pode apenas ser especulada, tendo em vista que não podemos ter certeza da consequência real. O mais importante é sempre levar em consideração essa consequências, sejam positivas ou negativas e ficar, o máximo que for possível, capacitado para enfrentá-las.

Lidar com a pressão social significa então ser capaz de lidar com as consequências de quaisquer escolha que você tome, desde que sejam tomadas com bases cognitivas e previamente refletidas, não feitas ao acaso ou deixadas para a sorte decidir.


Leonardo Luchetta544 Posts

É psicólogo e redator de conteúdos. Escreve, reflete e pesquisa sobre os mais variados temas. Não considera a escrita como trabalho, mas uma necessidade da alma.

amigos

Como se tornar um amigo melhor

casal-namorados

Por que elas não querem namorar?

girl-on-smartphone

Ela sorriu com uma mensagem

casal-brigando

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register