Clique para saber mais


Categorias: Comportamento

A importância do pai na vida das crianças

Existem diversas situações em que o pai acaba se distanciando do seu filho, mesmo sem perceber. Isso pode trazer algumas dificuldades para a criança.

Muitos de nós não fazemos isso de propósito, mas isso não muda o fato de estar acontecendo. Por isso, é fundamental refletir sobre a importância do pai na vida das crianças.

Vivemos um momento em que muitos relacionamentos estruturados chegam ao fim e o casal acaba se divorciando. Quando esse casal possui filhos, as coisas acabam ficando um pouco mais complexas.

Alguns casais acabam confundindo as brigas do relacionamento com a relação entre os pais e os filhos. Isso pode ser muito prejudicial para crianças. Em alguns casos, os pais acabam se afastando dos seus filhos justamente pelas dificuldades da relação.

Precisamos ter em mente que o problema não é o divórcio mas sim o afastamento (físico e emocional), que pode ocorrer após a separação do casal.

Esse distanciamento ocorre também em casais que ainda estão juntos. Os pais acabam ficando completamente atarefados no seu dia a dia, com o intuito de trazer um bem-estar financeiro para a família e acabam ficando sem tempo para os filhos. Para aquelas experiências em família e também as experiências pai e filho.

Portanto, um pai ausente pode ser tanto aquele que ainda mora com seu filho, como aquele que acabou se divorciando de sua parceira, indo morar em outra casa. Para nós, o pai ausente será aquele que não possui uma boa relação com seu filho e está ausente emocionalmente (não necessariamente fisicamente).

O que acontece com a criança quando o pai se distancia?

Agora que entendemos a diferença entre estar ausente fisicamente (por distância de localidade) e ausente emocionalmente (que não participa ativamente da vida do filho), vamos pensar sobre o que isso pode trazer de dificuldade para a vida da criança.

Vamos pensar que o pai é uma referência importante para a criança, um exemplo a ser seguido. Ele é a pessoa em que a criança deposita suas expectativas, seus sonhos e é aquele que demonstra como a criança deve ser a agir no mundo.

Quando um pai não dá brecha para a criança conhecê-lo, não dá carinho, atenção ou o disciplina, quando é necessário, a criança acaba perdendo o seu referencial. Assim, ela passa a se sentir perdida, sem saber como agir, sem compreender o que pode ou não ser feito.

Em muitos casos, essa criança pode buscar esse exemplo em outros locais, em pessoas que não condizem com a realidade dela (um professor, pai de um amiguinho, tio, etc.).

Por isso, um pai presente emocionalmente, que se envolve com seu filho, participa ativamente de seu desenvolvimento, passa mais segurança e demonstra que ele tem um norte a ser seguido, evitando muitos conflitos emocionais.

O que é participar da vida da criança?

Participar da vida da criança significa estar presente, fazer parte do mundo dela. Trocar conversas e se preocupar com as dificuldades da criança. Muitas dessas dificuldades podem parecer bobagem, mas, para a criança, no mundinho dela, é algo muito importante.

Quando a criança se sente amparada nessas dificuldades, com um pai que demonstra desejo em ensiná-la e ajudá-la a lidar com essas dificuldades, ela passa a se sentir mais segura, sabendo que terá alguém com que contar.

Participar da vida da criança não significa apenas dar brinquedos, bens ou passear com ela nos fins de semana. Significa, também, participar ativamente da vida da criança, ensinar regras básicas, passar conhecimentos e gostos pessoais, corrigir comportamentos inadequados e demonstrar o que é aceitável ou não.

Assim, o pai passa a ser um ser que dá carinho e atenção, ao mesmo tempo que ensina e pune quando necessário. Com isso, a criança passa a ter um desenvolvimento cada vez mais saudável, fazendo com que se torne um adulto funcional e diferenciado.

Quanto mais trabalharmos juntos para contribuir com o desenvolvimento saudável, focando na qualidade de nossas relações, melhor será para a criança.

Portanto, você, como pai, deve se perguntar constantemente como está a sua relação com seu filho e o que você pode fazer para participar ativamente da vida dele, de uma maneira diferenciada.

Esse artigo tem o intuito de instigar os pais a serem mais ativos em suas relações com seus filhos, lembrando o quão importante é para a criança ter essa figura presente em suas vidas, possibilitando cada vez mais um relacionamento saudável.

E aí, o que você pode fazer para melhorar ainda mais a relação com o seu filho?

Leonardo Luchetta

É psicólogo e redator de conteúdos. Escreve, reflete e pesquisa sobre os mais variados temas. Não considera a escrita como trabalho, mas uma necessidade da alma.

Compartilhe
Publicado por
Leonardo Luchetta

Novos Posts

  • Arte
  • Comportamento
  • Entretenimento

Projeto fotográfico transforma moradores de rua no que eles sonhavam em se tornar

O fotógrafo americano Horia Manolache criou um projeto fotográfico bastante interessante com moradores de rua, confira!

% dias atrás
  • Comportamento

Requisitos para tornar-se um pegador

Conheça alguns requisitos mínimos para tornar-se um conquistador de mulheres.

% dias atrás
  • Mulheres

Dia de piscina com a bela Carmella Rose [+18]

Que tal uma piscina agora com a bela modelo Carmella Rose? Confira esse ensaio!

% dias atrás
  • Viagem

6 Castelos para conhecer no Brasil

Conheça seis castelos que você pode visitar sem precisar cruzar o atlântico!

% dias atrás
  • Comportamento

4 perguntas que você deve se fazer para continuar ou não com o relacionamento

Conheça as perguntas que podem te ajudar a decidir se uma relação vale a pena ou não. Confira o post!

% dias atrás
  • Viagem

Como fazer uma viagem bacana gastando pouco

Confira algumas dicas de como eu faço para viajar sem gastar muito e aproveitar bastante!

% dias atrás