Como aprender a perceber seus pensamentos

homem-pensativo

Todos nós temos pensamentos automáticos que surgem em decorrência de alguma situação. Esses pensamento automáticos geram os sentimentos e, consequentemente, fazem com que nos comportemos de algum jeito.

Dessa forma, perceber os pensamentos automáticos se transforma em uma maneira de modificar os nossos sentimentos e as nossas ações.

Se você é uma pessoa que costuma agir por impulso com muita frequência, se fala as coisas ou se comporta de uma maneira e depois se arrepende, isso pode estar acontecendo pois você não está conseguindo identificar e perceber os seus próprios pensamentos (fazendo com que você não consiga modificar os comportamentos).

Para te auxiliar a ter um maior controle sobre si, separamos algumas dicas para você aprender a perceber os seus próprios pensamentos e com isso agir de uma maneira mais assertiva.

Perceba o que você está sentindo.

Uma das maneiras mais práticas de começar a identificar os próprios pensamentos é identificando o que você está sentindo. Nós geralmente temos a capacidade de perceber e até mesmo descrever os sentimentos, principalmente os mais comuns como a alegria ou a tristeza.

Esses sentimentos são provenientes da forma como você pensou e interpretou alguma situação.

Por isso, para passar a identificar os pensamentos, perceba como você está se sentindo e então se pergunte: “o que eu estava pensando para me sentir assim?”.

Você vai começar a perceber que os seus pensamentos estavam relacionados com seu sentimento atual.

Tenha um foco maior nas situações.

Nas nossas vidas, existem diversas situações que contribuem para o nosso estado de humor e, principalmente, para a nossa saúde mental.

Devemos sempre pensar que antes do pensamento e do sentimento existe uma situação que desencadeia todos eles. Portanto, o seu foco deve estar também nas situações.

Quando você estiver se sentido com raiva, triste, com medo ou até mesmo feliz e contente. Perceba quais foram as situações que fizeram você se sentir assim.

Depois de perceber a situação, tente lembrar o que você pensou, pois assim você percebe qual foi a sua interpretação sobre algum fato. Com o pensamento e interpretação da situação, você passa a sentir.

Dessa forma, com a situação, o pensamento e o sentimento, você começa a entender melhor os motivos de você estar de determinada maneira. Esses três aspectos geram os seus comportamentos.

homem-sofrendo

Tenha um olhar mais reflexivo.

Para identificar os seus pensamentos, é interessante focar também na reflexão, pois com ela será possível compreender com mais clareza tudo o que se passa dentro de sua mente.

Portanto, para cada acontecimento relevante, tente refletir sobre ele e perceber como você estava nesses momentos, focando principalmente nos seus pensamentos. Dessa forma, quando acontecimentos semelhantes ocorrerem, será mais fácil perceber os seus pensamentos nessas situações.

Quanto mais você passar a se conhecer, mais fácil será para identificar os seus pensamentos.

Descubra as suas opções.

Com o tempo, a identificação dos pensamentos automáticos vai ficando cada vez mais rápida e precisa, fazendo com que você pare de agir de forma impulsiva e passe a descobrir outras opções.

Essas opções são referentes aos pensamentos, pois você irá identificar os pensamentos automáticos e modificá-los, como também são opções referente às ações, ficando mais fácil de encontrar novas formas de agir. Ou seja, com a identificação dos pensamentos passa a ser mais fácil encontrar caminhos satisfatórios e agir de uma maneira assertiva.

homem-feliz

Perceber os pensamentos possibilita a mudança de comportamento.

Portanto, quem melhora a sua habilidade de perceber os próprios pensamento automáticos, passa a ter mais chances de modificar o seu comportamento e agir de uma forma mais adequada em relação aos acontecimentos.

Pois, como já vimos, o comportamento ocorre depois do pensamento e do sentimento.

Portanto, identificar e modificar o pensamento faz com que os comportamentos também se modifiquem, geralmente para comportamentos melhores e mais adequados, evitando os excessos e os impulsos.

Dessa forma, a identificação dos pensamentos automáticos passa a ser também uma nova estratégia para quem decide ter uma maior autocontrole e autoconhecimento, possibilitando uma melhor qualidade de vida.


Leonardo Luchetta519 Posts

É psicólogo e redator de conteúdos. Escreve, reflete e pesquisa sobre os mais variados temas. Não considera a escrita como trabalho, mas uma necessidade da alma.

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register