Conversas que todo pai deveria ter com os filhos

pai-filho-adolescente

Ser pai é uma responsabilidade muito grande. É algo que não acompanha um manual de instruções e não há como ter certeza de que estamos certos. Provavelmente por isso erramos com muita frequência.

Os erros fazem parte desse aspecto da vida, mas é importante aprender com eles.

Além dos erros, existem alguns aprendizados que temos a necessidade de passar para os nossos filhos. Alguns deles são óbvios, outros nem tanto.

Por isso vamos falar sobre algumas conversas que os pais deveriam ter com seus filhos a respeito de suas experiências de vida. Não há uma forma certa de fazer isso, mas você pode ensinar tudo o que você aprendeu e contar as suas experiências nesses assuntos, assim ele pode aprender com seus erros.

Sobre os altos e baixos da vida.

Todos nós passamos por altos e baixos na vida, temos momentos bons e ruins. Temos aquele determinado momento em que chegamos a acreditar que não iríamos conseguir superar. Mas no fim nós superamos.

Por isso é interessante conversar sobre isso com seus filhos, pois você irá demonstrar que cair é comum, depende apenas de você conseguir levantar (independente de quão ruim for a situação).

É interessante discutir também sobre os sentimentos, que todos nós nos sentimos tristes em determinado momento (e até sem vontade de continuar), mas que é preciso passar por esses momentos para ter mais experiências na vida (demonstrando que isso é algo comum).

Conversar sobre educação financeira.

É preciso conversar sobre dinheiro com os filhos. Ter uma conversa ampla, desde a sua importância (para ter uma vida financeira interessante), quanto afirmar que existem outras coisas também importantes.

mesada-negocios

Conversar sobre a idéia de que é preciso ter inteligência financeira, saber como administrar os próprios ganhos, falar sobre os desejos de compra (e como controlá-los) e ensinar que não é preciso demonstrar para os outros que você ganha bem, enfim. Conversar sobre dinheiro.

Mas essa conversa precisa ser mais ampla que isso, você precisa ensinar sobre economizar e contar suas histórias sobre dificuldades financeiras (que todos temos) e sobre as suas conquistas nessas áreas, afirmando que ele terá que trilhar o caminho dele.

Conversar sobre sexo.

Infelizmente esse assunto ainda é um tabu para alguns pais. Enquanto esse assunto continuar sendo um tabu, ainda teremos muitos adolescentes fazendo sexo sem proteção ou inseguros com esse assunto.

O sexo é um assunto como qualquer outro e precisa ser discutido. Ele faz parte da vida de cada um e se o seu filho ainda não iniciou a vida sexual, em algum momento ele irá (você sabendo ou não).

Por isso é importante conversar sobre o assunto, sem transformar o sexo em algo negativo (ou punitivo). Você deve ser informativo e esclarecer as principais questões sobre o assunto e estar aberto a conversar.

Além de falar sobre o sexo em si, você ainda pode conversar sobre mulheres e desejos, sobre os medos e anseios e deixar claro que se ele quiser conversar sobre algo que esteja passando, você estará aberto para conversar, sem julgamento, estando disponível a ajuda-lo.

Quanto mais aberto para a conversa e compreensivo você estiver (sem julgamentos), mais fácil será conversar sobre o assunto e menos erros ele irá cometer.

pai-filho-cerveja

Conversar sobre o futuro.

É interessante tentar conhecer mais sobre o seu filho, deixar que ele fale sobre a vida dele, sobre os planos (ou falta de planos), deixar que ele fale sobre as inseguranças que ele tem (cada idade traz a sua carga de problemas).

E ensiná-lo que ele deve começar a pensar sobre o futuro dele, mesmo que ele não saiba o que quer fazer.

Tente instiga-lo a aprender que as nossas atitudes de agora são importantes para quem seremos no futuro.

É primordial ensiná-lo ainda que as coisas precisam de tempo para acontecer, que ele não deve ser imediatista (ou seja, querer tudo para ontem). Enfim, conversar sobre esses temas tentando realmente passar algum aprendizado.

Em alguns momentos pode parecer que ele não está aprendendo nada, mas pode ter certeza que muita coisa que os pais dizem ficam guardadas em nós (mesmo que vamos usá-las apenas no futuro).

O importante é que em algum momento da vida dele, ele possa pensar: “meu pai estava certo”.

Lembre-se que você é um exemplo para o seu filho, que o que você faz para ele é importante e irá marcá-lo e que ele provavelmente será um pai muito parecido com você. Portanto, tente ser o melhor modelo de pai que você conseguir, sempre buscando melhorias e focando na qualidade da relação.


Leonardo Luchetta483 Posts

É psicólogo e redator de conteúdos. Escreve, reflete e pesquisa sobre os mais variados temas. Não considera a escrita como trabalho, mas uma necessidade da alma.

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register