Marvel vs DC

Marvel vs DC

Atualmente muito se tem discutido a respeito dos universos cinematográficos dos heróis e super heróis adotados dos quadrinhos, a forma como são explorados, sua extração do mundo imaginário, do qual criamos filmes em nossa mente, apenas lendo infindáveis e inesquecíveis revistinhas, à forma de um mundo concreto, instituídos em origem humana.

Sobre tal cenário, muitas discussões são travadas para delimitar qual Universo é o melhor atualmente. Muitos fãs apoiam a maioria dos filmes já publicados pela Marvel, enquanto outros, fanáticos pela D.C, aguardam uma postura diferente e inovadora que estar por vir.

Até o lançamento de Batman Begins (2005), o mercado cinematográfico de adaptações de heróis estava saturado, usaram, abusaram e corromperam a inigualável imagem de um dos heróis mais idolatrados de todos os tempos; até então apenas um filme tinha a visão de corporificar a verdadeira essência do verdadeiro Batman (1989).

Em 2005 a D.C. fez o que ninguém jamais imaginava realizar, muito menos o que alguém poderia sonhar a respeito de uma adaptação. E assim o fez. Surgiu, portanto uma trilogia incomparável, repito, incontendível. Nolan estabeleceu um universo “real”, palpável, ao alcance da nossa visão, paralelo ao mundo da realidade. Nesse universo, por que não acreditar que um bilionário com um equipamento militar altamente invencível e repleto de conhecimentos a respeito de artes marciais não poderia combater o crime com as próprias mãos?

Pois bem, assim o fez, assim chocou o mundo, assim surgiu a Trilogia (2005 – 2008 – 2012), assim surgiu um ícone heróico, de carne e osso, com fraquezas iguais a nossa, passível de erros como qualquer ser humano, mas que a qualquer momento pode coexistir, e sabermos que é real. Não esquecendo o seu antagonista, imensurável, o qual não existe palavra suficiente para retratar a incomparável atuação, ao qual fora altamente criticada quando da sua escolha para reviver o imortal, eloquente, sarcástico, irônico, anárquico e psicopata the Joker, que pelo desgosto e dissabor da vida, nos deixou sem qualquer explicação.

A Marvel, por outro lado, também aprendeu com seus erros, fracassos aconteceram com aquele total desastre, ao qual tentaram deixar um verdadeiro ícone da justiça, Demolidor (2003), sufragar em péssimas mãos, não bastasse isso, terem afundado a imensa e grandiosa magnitude de nosso gigante verde, com aquele horrendo Shrek entupido de durateston e outras “químicas” milagrosas de esteroides (2003).

De fato, o ponto nesse sentido, assim significa duas coisas. Primeiro não há como comparar o que a D.C. fez com a Trilogia a qualquer outro filme lançado pela Marvel, até então. São universos totalmente distintos em vários aspectos. A Marvel se levantou das cinzas, emergiu da morte, e solidificou seu próprio universo, estabeleceu algo que sempre imaginávamos quando liamos nossos quadrinhos no quarto ou no quintal. Eles conseguiram criar esse universo de super poderes, como ninguém antes tinha feito.

Mas, esse universo, temos a certeza de que não existe, adoramos, porque sonhávamos em ver isso acontecer um dia com a tecnologia e os incontáveis efeitos visuais, mas eles são super heróis! Temos a efetiva noção de que isso não passa de uma ficção.

A D.C, no entanto, conseguiu, humanizou, mostrou em carne e osso, que a verdadeira essência do Batman pode existir. Portanto não há como comparar seus universos, é impossível, é inaceitável! Ambos caminharam em sentidos opostos. Um mostrou a realidade, acreditável, plausível. O outro mostrou nossos sonhos de criança, um universo de imaginação, corporificaram os super heróis, mas que não existem em nossa sã realidade.

E segundo, e não menos importante, a D.C mostrará ao mundo o outro lado da moeda, agora sim, com o Homem de Aço (2013) e o tão esperado confronto entre os ícones da D.C, tomarão o mesmo caminho que a Marvel, criará seu próprio universo, que também de modo algum pode ser comparada à Trilogia. Não podemos simplesmente comparar Marvel e Trilogia, muito menos Trilogia e o novo universo D.C. A Trilogia foi um standard, um ápice, uma dádiva, está posta em lugar que não se mede aos filmes da Marvel, é real, é única e não voltará.

Seremos surpreendidos cada vez mais com o fantástico universo Marvel, aos que já vieram, e aos que estão por vir. E com a absoluta certeza, estaremos ainda mais ansiosos para vermos o inovador universo D.C e como se comportará ao que já fez e como conseguirá alocar cada peça de seus heróis e super heróis, alienígenas como o Superman, a pessoas de carne, como Esquadrão Suicida, e a formação da tão esperada Liga da Justiça.

Sem tempo a perder com comparações, qual Batman é o melhor, qual Coringa é o melhor, qual universo é melhor, qual diretor é o melhor, deixamos isso de lado, independente de qual universo você mais goste ou se envolva, sem dúvidas, deveríamos agradecer as pessoas que fizeram tudo isso acontecer, que fizeram até hoje, os inúmeros sonhos, brincadeiras, imaginações de nossa infância serem concretizados nas telas e tornar tudo isso em realidade.

Texto de Arthur Nolasco.


Tudo Para Homens686 Posts

Um portal sobre tudo que o homem gosta e mais um pouco: Automobilismo, Comportamento, Relacionamento, Entretenimento, Estilo, Gastronomia, Bebida, Mulheres, Tecnologia e muito mais.

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register