Como saber se você está tendo infarto

infarto

O infarto é uma doença que acomete o miocárdio, músculo do coração. Conheça um pouco mais sobre este problema, quais são os fatores de risco de infarto e como se proteger.

O que é infarto?

Infarto agudo do miocárdio, ou também conhecido como ataque cardíaco, é uma doença que bloqueia o fluxo de sangue até este músculo do coração. Este bloqueio acontece por períodos prolongados, danificando ou matando esta parte que não recebeu sangue e oxigênio. Dependendo da extensão do dano, o infarto pode ser fatal.

Se a pessoa sobreviver, é possível fazer tratamentos para minimizar o problema, vivendo-se por muitos anos e com qualidade de vida. Por isto, em situações de suspeita de infarto, é imprescindível um atendimento de emergência. O infarto é um dos maiores responsáveis entre os 30% de mortes porproblemas cardiovasculares no Brasil.

Quando ocorre um infarto?

Quando uma ou mais artérias coronarianas, ou seja, as que são responsáveis por levar oxigênio ao coração, são bloqueadas por coágulos de sangue ou placas de gordura, a pessoa pode sentir fortes dores no peito se a obstrução for acima de 70%. Como o sangue não consegue chegar ao coração, o esforço acontece e o infarto surge.

Mas, hoje se sabe que a ruptura nas artérias, a formação de coágulos e o fechamento do vaso por placas de gordura não precisa ser tão extenso. Mesmo com 20 a 30% da coronária fechada, elas podem acontecer, sem a verificação de sintomas, como as dores no peito. Por isto, o check-up é tão importante: 50 a 60% das pessoas sofreram infartos sem perceber.

Sintomas de infarto

Dores típicas de infarto são semelhantes a apertos no peito, espalhando-se pelo braço esquerdo. O suor intenso acompanha este sintoma, assim como náuseas e palidez. Sintomas menos típicos são queimação, agulhadas no peito e falta de ar, sem dor. Se a situação persistir por mais de vinte minutos, aemergência deve ser chamada.

Os fatores de risco de infarto

O infarto pode acontecer com qualquer pessoa, mas, existem grupos com maior predisposição. Conheça os fatores de risco de infarto:

hereditariedade, ou seja, se a pessoa tem ou teve parentes próximos que tiveram infarto ou outros problemas de coração antes dos sessenta anos;

hipertensão arterial não controlada, isto é, que não se encontra entre 12 mm (máxima) e 8 mm (mínima);

diabéticos que não fazem controle dos níveis de glicemia;

– falta de controle nas taxas de colesterol e triglicerídeos;

– o tabagismo, ou seja, o hábito de fumar cigarros. Pessoas mais jovens também podem apresentar risco de infarto se forem adeptos da nicotina, que é o grande vilão da doença. Em fumantes entre 35 a 45 anos, a chance de infartar é maior;

– a depressão também aumenta o risco de infarto em uma pessoa. Isto porque ela afeta os hormônios e o funcionamento do cérebro. Com isto, podem aumentar as taxas de colesterol, triglicerídeos e a pressão arterial, além da frequencia cardíaca.

Por isto, é preciso que as pessoas trabalhem para a manutenção de sua saúde, alimentando-se adequadamente e tendo hábitos saudáveis, assim podem ficar livres dos fatores de risco de infarto.


Guilherme Cury1497 Posts

30 anos, blogueiro, publicitário e músico. Formado em Propaganda & MKT, é blogueiro há mais de 10 anos. Atualmente trabalha com conteúdo para internet e se aventura no mundo musical.

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register