10 erros mais comuns que os homens cometem nos relacionamentos

casal-no-sofa

Todos cometemos erros, principalmente nos relacionamentos. Alguns erros são mais cometidos pelos homens do que pelas mulheres, mas isto não significa que elas também não os cometam. Estamos todos sujeitos a errar e também a acertar, mas é preciso dar uma atenção especial para os erros, para evitar cometê-los e, principalmente, deixar de repeti-los.

Pensando nisto separamos os 10 erros mais comuns cometidos pelos homens em um relacionamento:

A traição.

A traição é um erro comum que ocorre tanto pelo homem quanto pela mulher. Este erro é grave pois geralmente fere tanto quem é traído quanto quem está traindo, trazendo consequências muito negativas para o relacionamento e seus envolvidos. Apesar das mulheres também traírem, dificilmente elas o farão novamente caso sejam pegas, o homem pelo contrário é capaz de continuar traindo mesmo que seja pego e perdoado. Este erro é muito mais grave, pois continuar traindo é ferir novamente a parceira e é a forma de perdê-la para sempre.

Não dar importância às conversas.

Muitos homens acreditam que conversar sobre o relacionamento ou até mesmo ter “DR” é algo ruim ou ineficaz, dando pouca importância para os mesmos quando isto ocorre. Ao não dar importância para essas conversas ficamos mais suscetíveis a cometer os mesmo erros que já havíamos conversado posteriormente sobre, fazendo com que continuemos tendo mais e mais problemas. Em alguns momentos é necessário sim sentar e conversar sobre o relacionamento e rever conceitos pré-definidos que talvez precisam ser alterados. Desta maneira, não dar relevância para as conversar é cometer um grave erro no relacionamento, prejudicando seu andamento e futuro.

Casal brigando

Cair na rotina.

Cair na rotina significa viver no automático e principalmente deixar o relacionamento ocorrer automaticamente. Isto significa que deixamos de nos esforçar no relacionamento em certos assuntos pelos quais isto não deveria ocorrer. É preciso sempre se renovar, isto serve tanto para o relacionamento quanto para a vida pessoal. Precisamos estabelecer metas e objetivos a serem alcançados e, principalmente, mudar hábitos e comportamentos para que não sejamos tão previsíveis.

Ter muito ciúmes ou não ter ciúmes nenhum.

Tudo em excesso é ruim, assim como tudo que acaba nos falta. O ciúme é tema complicado de se escrever, mas é preciso ter em mente que existe um limite para o ciúme. Existe uma certa quantidade de ciúmes no relacionamento que pode ser benéfico para demonstrar que ainda nos importamos com a parceira, mas ao mesmo tempo o ciúmes em excesso pode tornar-se patológico e trazer grandes problemas para o relacionamento.

ciumes

Trocar a parceira por outras atividades.

No relacionamento precisamos realizar algumas atividades que não incluam a parceira, precisamos também ter alguns momentos a sós ou com os amigos, para que estejamos satisfeitos com o relacionamento. O erro é trocar demasiadamente a parceira por outras atividades ou nunca incluir ela em algumas atividades das quais ela poderia também participar. É preciso variar entre as atividades a sós e as atividades com a parceira para que ela não se sinta deixada de lado.

Não ser sincero ou verdadeiro.

As vezes contamos algumas “mentirinhas” ou ocultamos alguns fatos por acreditarmos não ter grandes consequências negativas e o fazemos para proteger a parceira ou evitar algumas brigas. A verdade é que independente do tamanho da mentira, ela sempre terá uma consequência negativa apenas por ser uma mentira (ou ocultação). O ato de mentir pode ser muito pior do que o próprio conteúdo da mentira. Por isto, é preciso agir de forma verdadeira para que não seja necessário contar essas “pequenas” mentiras, de forma que o relacionamento não seja prejudicado.

Não ter coragem de terminar um relacionamento.

Alguns homens insatisfeitos com o relacionamento atual acabam não tendo coragem de terminá-lo, tendo comportamentos negativos visando que a parceira tome a iniciativa de terminar. Estes comportamentos podem ser muito mais prejudiciais do que simplesmente conversar com a parceira sobre sua insatisfação e intenção de término.

acabar-relacionamento

Ser muito inseguro.

A insegurança é algo relativamente comum em um relacionamento, o erro é ser demasiadamente inseguro e ter comportamentos negativos derivados dessas inseguranças, independente de quais sejam. As vezes é mais recomendável compartilhar a insegurança com a parceira, para que possam trabalhá-la juntos, do que perder a parceira escondendo esta insegurança.

Ser muito confiante.

O excesso de confiança também pode ser um problema. Quando estamos muito seguros de algo podemos deixar de dar a devida importância para este algo. Desta forma, alguns homens que são muito confiantes de que as parceiras os amam muito e que nunca os deixariam acabam deixando de dar importância para comportamentos que fazem com que as parceiras gostem deles, deixando o relacionamento inviável. É preciso pensar sobre os assuntos nos quais temos muita confiança e tentar perceber se realmente não precisamos modificar algo para melhorá-lo.

Acreditar conhecer a parceira totalmente.

Este é um erro muito comum, tanto pelo homem quanto pela mulher. Quando acreditamos que conhecemos o outro por completo, pensamos também que jamais iremos nos surpreender com ele e principalmente que tudo o que fazemos já é o suficiente, porque o conhecemos por inteiro. Isto dificilmente é verdade, afinal é impossível conhecer o outro por inteiro. Conhecemos, normalmente, apenas os aspectos que o outro quer que conheçamos. É preciso estar aberto para as novas descobertas e nunca achar que o outro não irá nos surpreender, assim como, não podemos ter conceitos cristalizados sobre os outros.

relacionamento

Esses são os erros mais comuns existentes em um relacionamento. É preciso reconhecer e compreender estes erros para que não os cometamos mais, assim como é preciso estar ciente de que os erros são comuns e passíveis de perdão. Quando percebemos que o outro errou, devemos pensar que também estamos suscetíveis a estes erros.


Leonardo Luchetta530 Posts

É psicólogo e redator de conteúdos. Escreve, reflete e pesquisa sobre os mais variados temas. Não considera a escrita como trabalho, mas uma necessidade da alma.

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register