Match Point: O Tinder não está te trazendo frustrações?

Smartphone

Para a maioria dos solteiros de plantão, o Tinder, ou seus concorrentes, andaram dando uma mão (piada pronta, não? rs) nas relações mais casuais de sexo e Rock’N’Roll. No entanto, falem sério? Com a facilidade de encontrar companhia para um chope, e depois, dependendo do xaveco – uma transa, não está te trazendo frustrações?

Jamais queria fazer algum tipo de apologia hipócrita. Longe disto, porém, pelos relatos que tenho das mesas de bar (tanto de homens, quanto de mulheres), a sensação de vazio, neurose com o whatsapp e facebook tem gerado dúvidas se o “match” é uma boa coisa – incluindo-me neste coro.

Confesso: usei o aplicativo no ano passado, no início de 2014. Me dei bem na proposta original (será?). Entretanto, deixei o app pra lá. Quando dei conta, minha pauta diária estava focada nos “ afairs” de uma noite e nos interesses frustados. Pessoas com expectativas distintas “combinando” um drink. Mulheres maravilhosas buscando uma relação mais sólida (a maioria) e homens querendo ejacular e conquistar (também a maioria). Poucos relatos de machos cibernéticos e rainhas de selfie sexy me faz pensar o contrário. Inclusive dando uma olhada na internet ao escrever este rascunho notei que há dezenas de pesquisas indicando este pensamento – corroborando minha provocação, na VIP de fevereiro (2015) tem bem certinho os números do comportamento, e a diferença entre os interesses.

Tá certo, as amigas mais reprimidas, puderam dar mais um passo na liberação sexual. Experimentar situações em que até então não tiveram oportunidade. No entanto, houve certa confusão em limitar sexo e romance. Já os homens, tiverem uma chance em se sentir “deuses do sexo”, e alguns voltaram a adolescência se apaixonando platonicamente por avatares em apenas um dia. Mas, quantos bloqueios nas redes sociais renderam? Quantas vezes o orgasmo foi gostoso e intenso de fato? Quantas inimizades e relações de ódio foram criadas?

A atitude mecânica do sexo caiu em tal banalidade que as relações que poderiam ser desenvolvidas para um romance mais bacana foram substituídas por outro “match”, e depois outro “match”, e depois outro…. (tanto para homens, quanto para mulheres). Tive um relato de duas amigas em que elas chegaram a fazer anotações para avaliar seus “ combinados”. Desde tamanho de pênis, até possibilidades financeiras. Já os “bons moços” não deixaram barato. Alguns, além de compartilhar suas conquistas na quartas-feira à noite, no “futeba”, davam dicas de quem procurar e tentar no app, dando detalhes cômicos e performáticos. Nós homens somos estranhos e cruéis. Quando tratamos de casualidade somos desapegados e não ligamos em dividir. Talvez, na casualidade, as mulheres também ajam desta forma. Não sei. Não posso falar por elas.

Eu tenho sorte! Fiz boas amigas pela rede do “capeta”. Não sei se foi meu jogo de cintura, sinceridade ou mulheres legais que encontrei, Sempre deixei claro que a oportunidade seria “amigos COM benefícios”. Houve progressos e hoje tenho boas amigas SEM benefícios. Mantidas nas principais redes sociais , sem neuroses nas mensagens e ainda com frequência nos cafés para bater papo de vez em quando.Chegando ao ponto de haver trocas de confidências sobre novas paixões, percepções do sexo oposto e muito conselho. Bom isto, né?

No meu caso cheguei a me interessar no “além dos lençóis”. Contudo, sem o tempo necessário para conhecer a moça; a pseudo-relação ruiu em menos de um mês, restando apenas mágoas. Sorte daqueles que conseguiram firmar algo apaixonante a partir do Tinder. Sei que há relatos de sucesso em que até casamentos foram firmados. Jóia!

Por fim, não quero generalizar este comportamento. Não tenho dúvidas na narrativa acima (tem lá sua verdade), mas, existem olhares e interpretações bastante diferentes da minha. Pode ser que existam pessoas que discordem e ainda promovam o sexo mecânico.

Namaste!

Colaboração: Rafael Samways.

Publicitário atuante em marketing politico e comunicação pública. Nas horas vagas tenta rabiscar sobre cinema, música e artes no Brasil 247 e é colunista das boas práticas de marketing no Nós da Comunicação.

clique e confira!


Tudo Para Homens771 Posts

Um portal sobre tudo que o homem gosta e mais um pouco: Automobilismo, Comportamento, Relacionamento, Entretenimento, Estilo, Gastronomia, Bebida, Mulheres, Tecnologia e muito mais.

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register