Dirigimos o Ka Trail, o compacto da Ford com espírito aventureiro!

Ford-Ka-Trail

Tive a oportunidade de testar o novo compacto da Ford com espírito aventureiro, o Ka Trail.

O mais novo lançamento da montadora foi criado para ser uma nova opção de Ka para quem busca um uso misto do carro, unindo momentos de off road e o uso comum no dia a dia da cidade.

Para isso ele sofreu algumas alterações de engenharia e design que permitem que o carro seja mais aventureiro. Mas vale ressaltar que ele não é um carro de off road pesado! Ele apenas consegue enfrentar, melhor do que os carros convencionais, terrenos mais acidentados, trechos com lama, pequenos riachos, etc.

KaTrail-Ford

O Ka Trail ficou marcado pelo porte elevado, devido a altura do solo ampliada em 3,1 cm (agora com 20 cm), aumentando a sua capacidade de imersão e de superar obstáculos, associado aos pneus Pirelli ATR 185/65 R15, de uso misto (50% em estrada e 50% fora de estrada), que rodam bem tanto no asfalto como na lama.

As modificações na suspensão incluem novas molas e amortecedores dianteiros e traseiros, barra estabilizadora dianteira maior, eixo traseiro mais rígido e novos coxins do motor com amortecimento hidráulico. Os amortecedores cresceram em tamanho e carga para melhorar o isolamento de impactos e asperezas. Os freios ABS também foram recalibrados e recertificados, assim como a direção elétrica.

Ele também recebeu rodas de liga leve de 15 polegadas na cor cinza Magnetic, faixas esportivas nas laterais e traseira, rack de teto, molduras nas caixas de rodas, faróis de neblina, maçanetas e retrovisores na cor cinza Londres, apliques nos para-choques e lanternas traseiras fumê. A cabine vem com bancos especiais de couro sintético e tecido, pedais de alumínio, soleira protetora na porta e tapetes personalizados.

Detalhe-roda-faixa-trail

Equipamentos de série

Como os demais modelos da linha, o Trail vem de série com ar-condicionado, direção elétrica, travas elétricas, vidros elétricos dianteiros, abertura elétrica do porta-malas e direção com ajuste de altura. Tem também som MyConnection dotado de comando de voz e Bluetooth, compartimento para o celular no painel MyFord Dock, banco traseiro bipartido (60/40), cintos de segurança de três pontos e apoios de cabeça para os cinco ocupantes.

Ka-Trail-interior

O Ka Trail equipado com o motor 1.0 TiVCT Flex de três cilindros, de 85 cv, e a versão 1.5 Sigma Flex, de 110 cv, contam com a tecnologia eletrônica Easy Start e traz vários aprimoramentos para a redução de atrito e eficiência, com padrão A de economia de combustível.

Os dois motores trazem a transmissão manual IB5 de cinco marchas.

KaTrail2018

O que achei do Ka Trail:

Eu testei, em um trajeto de cerca de 19 km, o modelo equipado com o motor 1.0 aspirado.

guicury-dirigindo-ka-trail

Confesso que o teste foi um pouco rápido e básico para analisar as diferenças do Trail para o Ka que eu já estou acostumado. O único terreno diferente foi quando saímos um pouco do trajeto da estrada para entrar na praia e fazer as fotos que ilustram esse post. rs

Em uma boa velocidade o carro se mostrou bem estável na areia. Mas o pneu da Pirelli é bem bom e eu já sabia que ia dar conta do recado.

No quesito direção, eu senti que o carro está bem mais estável e com uma absorção sensacional dos impactos, principalmente quando passamos em lombadas grandes e em buracos na estrada.

Visualmente também é um carro bem bacana. Principalmente pelos toques de esportividade e aventura que deram para o modelo.

Eu vejo apenas dois pontos negativos no Ka Trail:

O primeiro é o motor 1.0, que eu achei bem fraco e que não respondeu de forma ágil na estrada. Eu senti que o motor sofreu bastante para acompanhar a minha dinâmica, principalmente em retomadas de aceleração.

O segundo ponto é a parte de equipamentos do carro. Ele vem bem básico (para os dias de hoje), mas com a oportunidade de adicionar alguns opcionais que deixariam o carro um pouco melhor, como central multimídia com tela display, sensor de estacionamento traseiro, regulagem elétrica dos espelhos retrovisores, dentre outros. No entanto não existe a opção de câmbio automático!

Segundo o Gerente de Marketing da Ford, Fernando Pfeiffer, a estratégia foi desenvolver um carro que combine com os jovens mais modernos e aventureiros, que dispensam alguns acessórios no carro, visando  ser uma opção mais acessível. Ele disse na apresentação que “essa diferença no valor – frente a alguns concorrentes – faz com que o cliente possa usar esse dinheiro, por exemplo, para comprar um smartphone top de linha e usar no lugar de uma tela display… Mas se ele quiser mesmo uma central multimídia, a Ford oferece como opcional.”

A verdade é que é uma bela estratégia, visando que os concorrentes de mesmo segmento estão com um preço um pouco mais elevado.

Um bom exemplo é o Onix Activ (cerca de R$10 mil mais caro), mas que vem equipado com motor 1.4 ECO, transmissão de seis marchas (manual ou automática), Central multimídia com tela display, OnStar, MyLink com Android Auto e Apple CarPlay, câmera de ré e sensor de chuva.

Talvez exista um público que vá preferir um carro mais básico, mas isso exclui quem, assim como eu, já gosta de ter esses itens que o Activ já oferece de série, principalmente o câmbio automático.

Ka-Trail-Guaruja

O Ka Trail será oferecido em quatro opções de cores: as sólidas vermelho Arpoador, preto Ebony e branco Ártico, além da metálica prata Dublin. Ele chega às concessionárias em abril, a partir de R$ 47.690 na versão 1.0 e R$ 51.990 com motor 1.5.


Guilherme Cury1497 Posts

30 anos, blogueiro, publicitário e músico. Formado em Propaganda & MKT, é blogueiro há mais de 10 anos. Atualmente trabalha com conteúdo para internet e se aventura no mundo musical.

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register