Guia de Viagem: Quito, a capital do Equador

Quito - Equador

Se seu único contato com o Equador foi na aula de Geografia, você precisa colocar Quito na sua lista de destinos para uma próxima viagem internacional.

Quito, que originalmente se chama “San Francisco de Quito”, foi fundada em 6 de dezembro de 1534 pelo espanhol Sebastián de Benalcázar. Quito é a capital do Equador e a segunda cidade importante mais elevada do mundo (mais de 2800 metros acima do nível do mar). Seu Centro Histórico, com cerca de 3,2km, é considerado o maior e mais bem conservado centro histórico das Américas. Além disso, desde 1978, é também considerado “Patrimônio Cultural da Humanidade” segundo a UNESCO.

A cidade é rodeada por vulcões que podem ser vistos em um dia claro e sem nuvens. Alguns dos vulcões estão sobre a Cordilheira Central, a leste de Quito, em torno do vale Guayllabamba, são eles Cotopaxi (o mais próximo da cidade), Sincholagua, Antisana e Cayambe. E os outros, localizados na Cordilheira Ocidental, a oeste do vale Guayllabamba, são Illiniza, Atacazo, Pichincha e Pululahua.

O vulcão Cotopaxi.

Quem me acompanha no instagram, deve ter visto que eu tive a oportunidade de conhecer a cidade e viver algumas experiências. Fiz um vídeo que mostra um pouquinho dessa viagem:

Ficou com vontade de conhecer Quito? Primeiramente é importante saber de algumas coisas:

Como chegar

É importante lembrar que você não precisa de visto para ir para Quito, basta ter um passaporte válido. Existem vôos diretos ou com escalas do Brasil para Quito. Chegando de avião, você irá descer no novo aeroporto internacional da cidade, que se chama “Mariscal Sucre”. Ele fica a cerca de 45km do Centro Histórico de Quito. De lá você pode pegar um táxi ou um ônibus que vai para o centro da cidade.

Dinheiro

A moeda atual é o Dólar Americano. Sim, o mesmo dinheiro do “Tio Sam”.

Você deve habilitar seu cartão para compras internacionais, mas é importante levar um pouco de dinheiro em espécie. A maioria dos lugares ainda não aceita cartão de crédito/débito.

Vale ressaltar que Quito é uma cidade bem barata… Você consegue fazer boas refeições (almoço ou jantar) por cerca de U$15, beber uma boa cerveja no bar por U$2 (garrafa grande), cortar o cabelo por U$3 e até tomar um Magnum Clássico por U$1,10.

Preços Quito

Qual bar no Brasil que você consegue tomar 3 garrafas grandes de cerveja por R$5?

Clima e Altitude

Por estar localizada na linha do Equador, a cidade tem um clima quente e seco, mas com muitas variações durante o dia. A temperatura média anual é de cerca de 17ºC. A melhor época para visitar Quito é durante a estação mais seca (junho – setembro).

O mix de clima seco e grande altitude faz com que muitas pessoas se sintam mal nos primeiros dias. Por isso é importante ter, pelo menos, um dia de aclimatação (fazer menos atividades nesse primeiro dia), se hidratar bem (cerca de 6 litros de água por dia) e até tomar chá de coca (muitas pessoas passam vendendo na cidade ou você pode encontrar no café da manhã do hotel).

Voltagem e tomada

tomada tipo BA voltagem de Quito é 110V e a tomada padrão é do tipo B. Se você não tiver adaptador para esse tipo de tomada, vale a pena levar um adaptador universal na sua mala. Principalmente se você não quer ficar sem bateria nos seus equipamentos eletrônicos.

Segurança

A cidade é bastante segura! Existem duplas de policiais em vários pontos da cidade, principalmente no Centro Histórico. Mas, como em qualquer outra cidade do Mundo, é sempre importante ter cautela e não ficar “dando bobeira” em ruas desertas durante a noite.

Táxi

Táxi - Quito

Dê preferência para os táxis amarelos com essa faixa preta, eles são os oficiais e seguros.

E se você está acostumado com os táxis do Brasil, você vai dar risada quando entrar em um por lá. Além dos motoristas super simpáticos, os táxis são MUITO baratos. Para você ter uma noção, a bandeirada é U$0,65 e a cada 1,5km você paga U$1,00. É muito barato! E sabe o pior, quer dizer, o melhor? Você consegue fazer preços fechados por valores impressionantes. Por exemplo: nós usamos o táxi para sair de um ponto turístico, repito: de um ponto turístico, para a praça central (cerca de 10km), conseguimos fechar por U$5,00!

Onde se hospedar

Patio Andaluz

Se você tiver a oportunidade de se hospedar em algum hotel no Centro Histórico de Quito, saiba que você estará em um dos lugares mais bacanas da cidade. O hotel que eu fiquei durante a viagem de imprensa foi o Hotel Patio Andaluz, um dos melhores da cidade. Ele fica ao lado da Praça Grande e é perto de tudo. O café da manhã é muito bom!

Hotel Patio Andaluz

O que fazer em Quito?

Confira algumas dicas do que vale a pena fazer em sua viagem para Quito:

Praça Grande ou da Independência

Praça Grande

A Plaza Grande, também conhecida como Plaza de la Independencia, se encontra no coração do centro histórico de Quito. Ela está rodeada de alguns dos mais conhecidos símbolos da cidade: a Catedral Metropolitana de Quito, o Palácio Presidencial, o Palácio Arcebispal e o Palácio Municipal. Durante o dia a praça é bastante cheia de gente, já a noite é mais tranquila. É um bom lugar para ficar sentado, tomando um bom “helado” e admirando esse belo Centro Histórico. E sabe o melhor? Tem wi-fi grátis e de ótima qualidade. 😉

Igreja de São Francisco

Convento de San Francisco

A Igreja de São Francisco é um grande monumento da Ordem franciscana. O local inclui um templo, várias capelas e um convento. O complexo ocupa quase dois quarteirões do Centro histórico de Quito. Suas fundações começaram a ser construídas no século XVI, pouco tempo depois que os conquistadores espanhóis fundassem a cidade.

Você pode entrar e conhecer a igreja gratuitamente.

Igreja da Companhia de Jesus

Igreja da Companhia de Jesus

A “Iglesia de la Compañía de Jesús” é uma igreja jesuíta que chama a atenção de qualquer pessoa que passe pelo Centro Histórico de Quito. Concluída em 1765, após 160 anos de construção, a igreja é um dos monumentos em estilo barroco mais bonitos do Equador. Ela é construída com pedras vulcânicas e tem o interior revestido com folhas de ouro. É impressionante:

Igreja Quito

No dia 1º de novembro, quando é comemorado o “Dia de los difuntos”, é possível explorar as catacumbas da igreja.

A igreja abre todos os dias, das 9h – 18h30. A taxa de entrada é U$4 (U$2 para estudantes). Um guia turístico acompanha a visita e conta a história completa da igreja.

Catedral Metropolitana de Quito

Catedral Metropolitana de Quito

A Catedral Metropolitana de Quito é considerada uma das igrejas mais antigas da América do Sul. Ela possui uma combinação fascinante de estilos arquitetônicos, magníficas peças de arte católicas e uma incrível história.

As visitas (grátis) podem ser realizadas durante os horários de missa. De seg. a sáb., às 7h, 7h30, 8h30 e 9h; dom., às 7h, 8h30, 10h, 11h e 18h. As visitas guiadas, com uma taxa especial, acontecem de seg. a sex., das 9h30 às 16h; e sáb., das 10h às 16h, e permitem que os visitantes explorem a cúpula mais alta da catedral.

Basílica do Voto Nacional

Basílica do Voto Nacional

De vários pontos da cidade você consegue ver a “Basílica del Voto Nacional”. Devido ao seu grande tamanho, ela é comumente comparada à Catedral de Notre-Dame de Paris. Uma verdadeira obra-prima da arquitetura neogótica, a Basílica do Voto Nacional é a maior de seu estilo nas Américas.

Basílica del voto nacional

A basílica abre todos os dias. Os ingressos para visitar a torre podem ser comprados na entrada da própria basílica.

El Panecillo

Panecillo Quito

Na parte sul do Centro Histórico de Quito existe uma grande colina que recebeu o nome de “El Panecillo” por seu formato de pão (invejaram nosso “Pão de Açúcar”, rs). No alto do Panecillo se encontra a famosa estátua da “Virgen de Quito”, uma virgem com asas.

Vale a pena fazer uma visita ao Panecillo em um dia de sol e sem núvens. Lá do alto você pode ver toda a cidade de Quito, além de poder subir no observatório que fica no pé da estátua (custa U$1).

Virgen

Foto que fiz do alto do Panecillo:

Panecillo

Você pode ir até lá de táxi, de carro ou com o ônibus turístico.

Calle La Ronda

Calle La Ronda

La Ronda é um bairro histórico de Quito. Sua rua principal é a “Calle Juan de Dios Morales”, que conta com lojas, restaurantes, bares e muito mais.

Calle La Ronda é o ponto de encontro dos jovens durante a noite. Isso porque durante o dia a maioria dos bares e restaurantes estão fechados. Por isso, passe durante o dia para conhecer todas as ruelas do bairro, mas volte a noite para tomar um “canelazo” ou até cantar em um karaokê sentado (como nós fizemos).

Calle La Ronda a noite

Bairro La Mariscal

Mariscal

O Bairro “La Mariscal” se localiza um pouco mais ao norte do centro de Quito e faz parte da zona mais moderna da cidade. Lá você vai encontrar vários grandes hotéis (de redes famosas), restaurantes de gastronomias variadas, bares, pubs e muito mais. É um ótimo lugar para fazer um “happy hour” e tentar a sorte com uma bela Quiteña.

Mariscal

La Capilla del Hombre

La Capilla del Hombre

La Capilla del Hombre é um museu de arte, construído em Quito, por iniciativa do pintor equatoriano Oswaldo Guayasamín em homenagem ao ser humano e como um tributo para as Américas pré-colombianas, que há mais de 500 anos sofreram repressão e ainda lutam para recuperar os seus valores.

A visita se divide em 2 partes: A Casa de Oswaldo Guayasamín, onde você conhece todos os cômodos da casa do artista e pode conferir algumas obras que ele colecionava, e o Museu de Arte, com as principais obras do pintor e algumas grandes obras do acervo dele.

Capilla del Hombre

Serviço

Lorenzo Chávez EA18-143 y Mariano Calvache, esq. (Bellavista, El Batán) Quito – Ecuador.
Aberto de terça a domingo, das 10h às 17h. A entrada custa U$6 (U$3 para estudantes e idosos).
De domingo a entrada é grátis para todas as pessoas.

Conhecendo a “Metade do Mundo”

Como você já aprendeu na escola, “Equador” também é o nome dado a uma linha “imaginária” que divide o mundo ao meio, criando o Hemisfério Sul e o Hemisfério Norte. E não teria graça ir para o Equador se não pudesse visitar a “Metade do Mundo”, onde a latitude é 0-0′-0″, certo?

Metade do Mundo - Equador

Perto de Quito existem 2 lugares turísticos que permitem a visita à “Metade do Mundo”, o Museu Intiñan e a Ciudad Mitad del Mundo.

A “Ciudad Mitad del Mundo” é onde se encontra o monumento mais famoso que marca a passagem da linha do Equador pelo continente:

Mitad del Mundo

O local é uma pequena cidade mesmo, contando com várias lojas, restaurantes, planetário, etc. Para entrar você deve pagar uma taxa de U$6 ($3 para estudantes ou idosos).

Ciudad Mitad del Mundo

Lá você pode se divertir tirando fotos na linha do Equador:

Mitad del Mundo

Mas não se empolgue muito, porque, segundo os guias locais, a “linha do equador” não passa realmente na “Mitad del Mundo”, mas sim no Museu Intiñan (segundo testes realizados com GPSs militares).

Se é verdade ou não, eu não sei. Mas a visita ao Museu é muito mais divertida e cheia de informações. Lá o guia explica sobre a história do museu, mostra a casa de uma índia que morava lá quando descobriram a posição da linha do equador, faz algumas experiências para comprovar que é lá que está a latitude zero e muito mais. Aliás, uma das experiências, que aparece no vídeo, é a da rotação da água nos diferentes hemisférios (descendo pelo ralo) e em cima da “linha”. Por último existe um desafio de quem consegue equilibrar um ovo sobre a cabeça de um prego. Quem consegue ganha um certificado. A Denise Murz, jornalista argentina que estava na viagem comigo, conseguiu:

denisemurz

A visita custa U$4 para adultos e U$2 para crianças (acima de 12 anos). Vale a pena!

Passeios alternativos

Tive a oportunidade de fazer 2 passeios alternativos que ficam perto da cidade de Quito:

Tucanopy

Tucanopy

Se você gosta de aventuras e curte entrar -literalmente- na natureza, vale a pena visitar a reserva Tucanopy. Eles oferecem uma boa dose de adrenalina para o seu dia. Lá você vai fazer algumas trilhas na mata, várias estações de tirolesa e arborismo. Tudo com muita segurança, claro.

Arborismo

Eles oferecem diferentes pacotes, que incluem desde o traslado de Quito para lá até a hospedagem na reserva. Para mais informações, clique aqui.

Termas Papallacta

Termas Papallacta

Que tal dar uma relaxada antes de voltar para a sua cidade natal? A Termas Pallacta é um ótimo lugar para ir antes de se despedir do Equador.

O complexo conta com várias piscinas diferentes e com temperaturas variadas, todas com águas termais. Existem as piscinas públicas (abertas ao público) e a área privada do SPA. As piscinas do SPA contam com hidromassagem, jatos e cascatas. E, optando pelo SPA, você recebe emprestado um roupão, uma touca, uma toalha e uma chave para guardar suas coisas em um armário. Além disso, o local conta com banheiros, chuveiros, vestiários e um excelente restaurante para você experimentar a gastronomia local.

Para conhecer todos os serviços, inclusive o de hospedagem nas termas, clique aqui.

Termas Equador

Para finalizar, eis a nossa foto com o “Cucurucho”, o personagem religioso de Quito:

Cucurucho de Quito

Voltarei mais vezes!

* O jornalista viajou à convite do Ministério de Turismo do Equador.


Guilherme Cury1704 Posts

30 anos, blogueiro, publicitário e músico. Formado em Propaganda & MKT, é blogueiro há mais de 10 anos. Atualmente trabalha com conteúdo para internet e se aventura no mundo musical.

2 Comentários

  • Fernando A. Reply

    31 de outubro de 2014 at 11:48

    Vou confessar que nunca pensei em visitar o Equador, mas agora fiquei com vontade!
    Excelente matéria, parabéns!

  • J. Luiz Reply

    20 de março de 2015 at 20:05

    Matéria bem informativa e fotos bem tiradas. Parabéns!

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register