Veja como foi o Jungle Fight 62

JungleFight62

Nesse sábado assistimos de perto o maior evento de MMA da América Latina, o Jungle Fight.

A 62ª edição do evento aconteceu no Ginásio do Pelezão, em São Paulo, e abrigou dez combates. Na luta mais aguardada do torneio, Alexandre “Capitão” derrotou Rafael “Gogó” por decisão unânime e conquistou o cinturão dos pesos-penas (66kg).

Na melhor luta da noite, “Capitão” passa por “Gogó” e conquista cinturão

Em sua décima luta dentro do Jungle Fight, Alexandre “Capitão” provou o motivo de ser considerado uma das maiores revelações de sua categoria no país. O manauara não ligou para o fato de enfrentar o detentor do cinturão da divisão e partiu para cima logo nos primeiros minutos. Bem no jogo de chão e na parte em pé, “Capitão” foi melhor em todo o combate e sagrou-se campeão por decisão unânime da arbitragem.

Na co-luta principal, Edson “Conterrâneo” derrota Douglas Simões

Apostando no jogo de quedas durante os três rounds, o peso-pesado Edson “Conterrâneo” venceu Douglas Simões por decisão divida. Melhor desde o início do duelo, “Conterrâneo” procurou evitar a trocação em pé e partiu para o jogo de chão na maior parte do tempo. Após explorar as quedas e ficar por cima do adversário em diversas oportunidades, o lutador conseguiu convencer os árbitros e levou a vitória para casa.

Ex-campeão dos leves do Jungle, “Curado” vence “Parrudo” por decisão unânime

Ex-campeão dos pesos leves (70kg) do Jungle Fight, Lúcio “Curado” entrou contra Erick “Parrudo” com a responsabilidade de voltar ao caminho das vitórias na organização. Após um primeiro round marcado pelo equilíbrio, Lúcio conseguiu soltar seu jogo no segundo round e levou bastante perigo ao adversário socos e chutes. Na volta para o último round do duelo, os atletas não conseguiram colocar ritmo no confronto e o resultado teve de ser decidido pelos juizes. Vitória de “Curado” por decisão unânime.

Rafael Nunes finaliza Paulo Panthro no primeiro round

Mostrando um jogo de solo refinado, Rafael Nunes não deu chances para Paulo Panthro no maior evento de MMA da América Latina. Buscando a finalização em todos os momentos do combate, o atleta da Bronx/Gold Team conseguiu encaixar um armlock no adversário ainda no primeiro round e colocou um ponto final na peleja. Esta foi a terceira vitória do peso-mosca (57kg) no Jungle Fight neste ano.

Em combate movimentado, José “Reborn” derrota Angelo Lopes

Em um dos confrontos mais movimentados da noite, José “Reborn” conseguiu impor seu jogo contra Angelo Lopes. Mais ativo durante todo o duelo, “Reborn” levou ampla vantagem na luta em pé. O único momento de ameaça veio em uma tentativa de katagame de Angelo no segundo round, prontamente defendida. Aproveitando o cansaço do oponente no terceiro round, “Reborn” minou a linha de cintura e segurou sua vantagem, sendo coroado como vencedor do combate por decisão unânime.

Duelo latino-americano termina com vitória brasileira

No duelo entre Brasil e México do Jungle Fight 62, o brasileiro Douglas Bertazini levou a melhor. Superior a Jesus “Chochuy” desde o início do combate, Bertazini desferiu potentes socos no primeiro round levando o adversário ao solo em uma oportunidade. Guerreiro, o mexicano conseguiu recuperar-se, mas não o suficiente para mudar o rumo da luta e acabou finalizado como uma kimura no segundo round.

Jungle FightCrédito: Vinicius Stasolla/Divulgação

Resultados do Jungle Fight 62

• Alexandre “Capitão” venceu Rafael “Gogó” por decisão unânime e conquistou o cinturão dos pesos-penas (66kg) da organização
• Edson “Conterrâneo” venceu Douglas Simões por decisão dividida dos árbitros
• Lúcio “Curado” venceu Erick “Parrudo” por decisão unânime dos árbitros
• Rafael Nunes venceu Paulo Panthro por finalização (armlock) aos 4m11s do primeiro round
• José “Reborn” venceu Angelo Lopes por decisão unânime dos árbitros
• Douglas Bertazini venceu Jesus “Chochuy” por finalização (Kimura) aos 1m34s do segundo round
• David “Tatá” venceu Alberto “Striker” por finalização (guilhotina) 4m05s no segundo round
• Patrick Silva venceu Elton “Viper” por finalização (mata-leão) aos 3m45s do segundo round
• Ismael “Marreta” venceu Denis “Alagoas” por interrupção médica aos 2m42s do terceiro round
• Guilherme “Kyoto” venceu João Picirillo por decisão unânime dos árbitros

Fonte: Jungle Fight.

Agradecimento: Integralmédica.


Tudo Para Homens434 Posts

Um portal sobre tudo que o homem gosta e mais um pouco: Automobilismo, Comportamento, Relacionamento, Entretenimento, Estilo, Gastronomia, Bebida, Mulheres, Tecnologia e muito mais.

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register