Estudo explica porque as revistas nos consultórios são sempre velhas

revistas-consultorios

Você já deve ter reparado que sempre que vai ao consultório, só encontra revistas velhas para ler enquanto espera sua consulta, certo?

Será que é porque os médicos/dentistas são mesquinhos e só levam suas revistas velhas de casa para lá, ou o problema é que as revistas novas desaparecem misteriosamente?

O médico neozelandês, Bruce Arroll, da Universidade de Auckland, resolveu fazer um experimento “científico” para solucionar esse enigma.

Eles colocou três pilhas de revistas num consultório médico de Auckland e acompanhou o que aconteceu com cada uma delas ao longo de um mês. Eram 87 publicações ao todo, incluindo desde as clássicas revistas de fofocas até revistas sérias de notícias e leitura. Cerca de metade delas tinha menos de 2 meses e a outra metade, entre 3 e 12 meses de idade.

Quase metade das revistas “desapareceu” durante o mês do experimento. E adivinhem quais foram as que sumiram primeiro? As de fofoca e as mais novas. No final, sobraram apenas as revistas mais antigas e de notícias, que ninguém aparentemente se interessou em levar pra casa.

A contabilidade final foi: Das 87 revistas iniciais, 41 “desapareceram” (foram furtadas pelos pacientes). Das 27 revistas de fofocas, restou apenas uma. Das 19 revistas de notícias (4 Time e 15 The Economist), restaram todas, independentemente de serem novas ou velhas.

Agora está explicado!

Fonte: Estadão.


Guilherme Cury1450 Posts

29 anos, blogueiro, publicitário e músico. Formado em Propaganda & MKT, é blogueiro há mais de 10 anos. Atualmente trabalha com conteúdo para internet e se aventura no mundo musical.

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register