Dirigimos o Novo Peugeot 2008 Crossway

Peugeot-2008-Crossway

Tive a oportunidade de dirigir a versão especial e limitada da Peugeot no Brasil, o 2008 Crossway.

São apenas 500 unidades que vêm equipadas com motor 1.6 flex de 122 cv de potência e 16,4 kgfm de torque. O modelo conta também com câmbio automático de 4 marchas, ar-condicionado digital bizona, direção elétrica com assistência variável, banco do motorista com regulagem de altura, seis air-bags, teto solar panorâmico, sensor de estacionamento e alguns itens exclusivos, como os bancos dianteiros em couro (bordados com o logotipo da série especial) e o jogo de tapete personalizado, além de um novo pacote de acessórios composto por molduras pretas instaladas nas caixas de roda, um adesivo que cobre a lateral do carro, rodas aro 16 (pintadas de pretas), capa cromada sobre os retrovisores com piscas e cor única e especial Blanc Nacré.

Peugeot-2008-Crossway-TPH

O 2008 Crossway vem equipado com o sistema i-Cockpit, que consiste no conjunto de volante com dimensões reduzidas, painel localizado em posição superior ao volante, ajustes de altura e profundidade e paddle shift atrás do volante.

interior-crossway-2008-peugeot

O Crossway conta também com uma central multimídia de 7 polegadas (sensível ao toque) e conexão com o sistema “Link My Peugeot”, que fornece diversas informações sobre o carro através de um aplicativo para smartphone.

Crossway-Peugeot-2008

O que achei:

O 2008 Crossway é um carro bem espaçoso e completo. Como todo Peugeot, é um carro bem confortável e com uma dirigibilidade deliciosa (pedais e volante bem “moles”).

O motor demonstra potência (quando em velocidade, principalmente na estrada), mas as 4 marchas parecem pouco para dar agilidade ao carro. A retomada é bem demorada, assim como as acelerações partindo de 0km/h. Para melhorar um pouco essa dinâmica, a melhor opção é saber fazer as trocas de marchas com o paddle shift, mas que fica com o gostinho de “quero mais” quando encerra a troca na 4ª marcha. 🙁

Aliás, essa limitação de apenas 4 marchas faz o carro ficar sempre com um alto giro do motor. Mas nada que faça o 2008 ter um consumo alto, pelo contrário, ele faz 13,9 km/l na estrada e 10,4 km/l na cidade.

teste-peugeot-2008-crossway

Testei o carro também no modo S (com uma dose de esportividade) e ECO (mais econômico).

No modo S o carro fica bem mais agressivo, porém com o giro do motor mais alto do que o convencional (chega a assustar um pouco). Melhora um pouco na questão de retomadas, mas nada que deixe o carro com a resposta perfeita. E no modo ECO o carro fica com uma dirigibilidade estranha, dando até a sensação de que vai “morrer” (dando aquelas tremidas do motor) em velocidades mais baixas ou em desacelerações (na cidade, por exemplo).

A minha dica para quem for dirigir o Crossway é usar o modo convencional e saber administrar as marchas no paddle shift, porque assim você consegue ter uma melhor performance e sentir mais o “carro na mão”.

peugeot-2008-tph

Preço sugerido do Peugeot 2008 Crossway: R$ 83.690.

Para mais informações, visite peugeot.com.br.


Guilherme Cury1339 Posts

29 anos, blogueiro, publicitário e músico. Formado em Propaganda & MKT, é blogueiro há mais de 10 anos. Atualmente trabalha com conteúdo para internet e se aventura no mundo musical.

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register