Como tratar sua parceira amorosa com mais carinho

casal-cama

Em relacionamentos de longo prazo, às vezes, parece que o carinho entre os integrantes diminui, como se um não tratasse mais o outro bem. Em alguns casos pode acontecer também de um não sentir necessidade ou vontade de tratar o outro adequadamente, indo para o lado negativo. Se você acha que isso está ocorrendo em seu relacionamento e pretende modificar isso, esse artigo pode te ajudar.

É importante lembrar que é muito interessante tratar o outro de uma forma positiva, independente da relação que você tenha com ela, pois isso trará apenas benefícios para você. Essa regra também se aplica aos relacionamentos amorosos, onde o respeito mútuo e a boa convivência devem sempre prevalecer.

Comunique-se de forma adequada.

A comunicação é muito importante no relacionamento amoroso. Esse deve ser o aspecto que mais muda na relação. A comunicação modifica-se de acordo com que a integração e a intimidade do casal vão aumentando, mas com o tempo pode tornar-se completamente agressiva e disfuncional.

Dessa forma, mesmo quando há conflitos no relacionamento, é preciso saber comunicar-se adequadamente com a parceira, pronunciando palavras positivas, evitando palavras degradantes (principalmente palavrões). Tratar a parceira bem, com palavras positivas, significa ser tratado desta mesma forma. No relacionamento os integrantes tendem a imitar um ao outro, portanto, se você a tratar com desrespeito é muito provável que ela vá fazer o mesmo, assim como, se você tratá-la com respeito e carinho, ela irá também fazer o mesmo.

Casal Conversando

Elogie com frequência.

Os elogios aos poucos vão se extinguindo no relacionamento, principalmente por parte dos homens. Lembrar-se de elogiá-la, principalmente nos momentos em que ela não está esperando, pode ser muito importante para manter a qualidade da relação, renovar a segurança e até a confiança mútua.

Se você sente dificuldades em elogiar (algo que é muito comum), tente fazer de uma forma mais sutil, que ela saiba que é um elogio, e aos poucos vá aprimorando suas capacidades, para que isso se torne algo natural em seu cotidiano.

Evite palavras negativas.

As palavras negativas geralmente são aquelas que fazem emergir sentimentos negativos, como a raiva por exemplo. Dentre as palavras negativas estão os palavrões e os apelidos pejorativos (feitos para magoar o outro). Essas palavras devem ser evitadas, pois, além de trazer os sentimentos negativos, podem fazer com que a parceira sinta-se insegura em relação ao relacionamento de vocês e até mesmo a necessidade de fazer o mesmo com você, transformando o relacionamento em um campo de guerra.

Lembre-se que a parceira leva em consideração a opinião dos outros.

A opinião dos outros é muito importante para algumas pessoas, principalmente a opinião de pessoas próximas a nós. Portanto, tenha em mente que você jamais deve desrespeitar ou menosprezar a sua parceira na frente dos outros, sejam seus amigos ou amigos dela. Evite falar sobre os defeitos dela e sobre suas insatisfações no relacionamento, pois isso pode fazer com que ela fique constrangida. Sem contar que essa atitude demonstra quão conflituoso pode estar o relacionamento de vocês (e ninguém precisa saber disso).

Então, saiba que a opinião do outro é importante para ela, e que o outro precisa vê-la (e consequentemente o relacionamento de vocês) de uma forma positiva. Faça de tudo para isso ocorrer.

relacionamento

Expresse seus sentimentos.

Isso pode ser muito difícil para alguns homens, mas é completamente importante no relacionamento e geralmente é algo que as mulheres reclamam muito quando seus parceiros não o fazem. Alguns homens acreditam que ao falar uma vez que gosta da parceira, isso já é o suficiente para ela saber que é amada e respeitada. Porem é comum que as mulheres sintam a necessidade de ouvir essas palavras, por diversos motivos.

Deixe para fazer isso em momentos especiais, de uma forma que tenha significado, tomando cuidado para não parecer algo falso ou forçado. Faça quando realmente sentir necessidade, mas faça.


Leonardo Luchetta431 Posts

Escreve artigos para a internet na metade do tempo. Na outra metade se prepara para tornar-se psicólogo clínico. Nas horas vagas, vaga!

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register