Como escolher o suplemento de forma correta

1

Quando alguém entra numa loja que vende suplementos com aquela cara de que não faz a menor ideia do que comprar, tenha certeza que, na maioria dos casos, essa pessoa fará a alegria do vendedor. Em hipótese alguma este artigo ou qualquer dica do cara “bombado” da academia substituirá uma boa consulta a um nutricionista, sendo que há profissionais especializados em nutrição para esporte. A grande questão é qual o seu objetivo? Hipertrofia? Perda de massa? Seja ele qual for, dieta balanceada é o primeiro passo. Eu, por exemplo, voltei a frequentar uma academia em janeiro deste ano, depois de ter ficado parado por mais de um ano, como qualquer aluno “novato” fiz aquela linha de treino básica, com exercícios de braços, pernas e aeróbicos. Depois de um mês, finalmente meu treino era dividido em exercícios que focavam determinados músculos, distribuídos em séries e dias, uma beleza. Tenho 1,87 metros e nessa época estava com 74 kg, logo no primeiro dia do início da minha bela série fui fazer supino reto, coloquei 10 kg em cada lado e…. [INSIRA QUALQUER PALAVRÃO AQUI] consegui fazer metade da série e fiquei me indagando por que não consegui terminá-la. Por mais alto que eu seja, meu peso não influenciava de forma positiva à força que seria necessária para realizar aquela série com aquele determinado peso. Meu treinador me questionou sobre a minha dieta e chegamos à conclusão que não era o suficiente para os resultados que busco. O grande problema é que tinha uma dieta deficiente principalmente em proteínas, pois não tenho o hábito de comer carne todos os dias e não gosto de leite. Ou seja, tive que mudar totalmente a minha dieta, fazendo duas refeições diárias principais (almoço e jantar), ao longo do dia realizar pequenos “lanches” e principalmente reduzir a ingestão de gorduras e açúcares. Só isso fez uma diferença enorme na minha saúde (hoje, depois de 10 meses, tenho 84 kg). Passei a ingerir suplementos somente com a finalidade de complementar as necessidades de proteínas e vitaminas consumidas durante os treinos. Ou seja, suplemento não faz ganhar ou perder massa e sim uma dieta balanceada em conjunto com treino adequado.

Ao escolher um suplemento, as pessoas comentem erro graves:

  1. Não ler o rótulo: Há suplementos que têm quantidade de açúcares maiores que de um refrigerante. Ou seja, não basta somente olhar a quantidade de proteínas e sim se realmente aquele suplemento irá complementar a sua dieta. Isso é agravado quando compram como se fosse comprar bebida para churrasco “compro vodca e cerveja”. Não. O grande benefício de procurar um nutricionista é principalmente não jogar dinheiro fora, pois muitas pessoas tomam, por exemplo, “Whey” (é a proteína do soro do leite extraída durante o processo de transformação do leite em queijo, sendo distribuídos em concentrados, hidrolisados e isolados) e BCCA (são um complexo de aminoácidos de cadeia ramificada composto de leucina, isoleucina e valina e que não são produzidos pelo corpo humano. Estão entre os nove aminoácidos essenciais para o ser humano, sendo responsável por 35% dos aminoácidos essenciais em proteínas musculares e 40% dos ácidos aminados exigidos pré-formado por mamíferos), o vendedor tem decorado o que é, mas isso realmente fará alguma diferença na sua dieta? Vale sempre lembrar que cada organismo reage de uma forma diferente.
  2. Não ter um objetivo definido: Misturar suplementos para ganho de massa magra (“Whey”)  e hipercalóricos (tem em sua composição, uma combinação de carboidratos de alto índice glicêmico, proteínas de alto valor biológico, aminoácidos, vitaminas e minerais dentre outros nutrientes, além de algumas marcas possuírem Omega-6 e Omega-3 que são ácidos graxos poli-insaturados) é ainda mais grave, a não ser que seu organismo seja excepcional, porque, por exemplo, se seu objetivo principal é aumentar a massa magra, não é consumindo um hipercalórico e um “Whey” que você alcançará, pois o ganho de massa magra será muito pequeno se comparado ao ganho total de massa.
  3. “Trocar o certo pelo duvidoso”: suplementos são realmente caros, apesar que nem sempre o mais caro é necessariamente o melhor, mas, complementando a primeira questão sobre os rótulos, é essencial que você consuma um produto de boa qualidade, pois a sua saúde está em jogo, como já disse, busque informações confiáveis de um profissional e informações sobre o produto. Já vi muitos relatos efeitos colaterais, como espinhas, e na maioria das vezes está relacionado não só com a qualidade do produto, como também como o seu organismo reage a ele.

A formula mágica para bons resultados é: dieta balanceada + treino adequado + descanso.

Bons treinos!


Rafael Luiz23 Posts

26 anos, estudante e blogueiro. É apaixonado por moda, automobilismo, tecnologia, literatura, culinária e música. Não vive sem praticar esportes.

1 Comentário

  • Adriano Reply

    31 de outubro de 2013 at 23:04

    Esqueça os suplementos. Coma carne,ovos, frutas beba leite, evite ao máximo frituras e guloseimas. E siga treinando

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register