Como diminuir o medo da primeira transa

primeira-vez

O medo na primeira transa é muito comum, tanto para os homens quanto para as mulheres. Mas para os homens esse momento pode ser um pouco mais ansiolítico e amedrontador. As expectativas criadas pela maioria dos homens, podem ser um grande fardo para carregarmos nessa primeira relação sexual.

Refletindo sobre esses medos, resolvi criar algumas dicas para as pessoas que estão passando por esse momento de suas vidas. Lembrando que esse é um momento que pode ser muito bem aproveitado e possui grande importância na história sexual de cada um. Portanto vamos às dicas.

Não finja ser experiente.

Um grande erro que muitos homens comentem nesse momento, que pode fazer com que sintam ainda muito mais medo, é fingir que são experientes ou que essa não é a primeira vez deles. Isso faz com que eles tentem enganar a mulher e tentando dar um ar de “experientes”. Porém, em alguns momentos é difícil controlar a ansiedade e ela pode perceber que você está nervoso e com medo. Portanto, no lugar de fingir, tente ser verdadeiro, pois assim os seus medos e ansiedades são muito mais bem recebidos e entendidos por ela, que pode até mesmo te ajudar a amenizá-los.

primeira-vez-sexoDeixe claro que é a sua primeira vez.

Não que você precise afirmar para ela que essa é a sua primeira vez, mas se esse for um tópico entre suas conversas, está tudo bem em dizer que será a primeira vez que você fará isso. Dessa forma, se for também a primeira vez dela, será mais fácil dela falar isso para você. Se ela souber que você é tão inexperiente quanto ela, isso pode tornar o momento mais leve e saudável, diminuindo as expectativas e fazendo com que vocês dois consigam se entender melhor na cama.

Se estiver inseguro, converse sobre isso.

Não existe nenhum problema em conversar sobre as suas inseguranças e medos. Existe um consenso de que o homem precisa ser maduro e forte o tempo todos, que deve ser experiente e que não pode falar de seus sentimentos. Mas isso faz apenas regredirmos como pessoa, fazendo com que tenhamos relações superficiais e deixemos de ser verdadeiros com os outros.

Dessa forma, você pode falar sobre a sua insegurança para ela. Se ela for experiente, pode sentir ainda mais motivação para te ensinar alguns truques, transformando o momento da transa ainda mais prazeroso, criando um elo de segurança entre vocês. Podendo ainda fazer com que os erros sejam aceitos e melhorados.

Lembre-se, só se consegue experiência praticando.

É importante ter em mente que você só conseguirá alcançar um bom desempenho sexual no momento em que isso tornar-se algo frequente em sua vida, ou seja, é preciso praticar. Não será nas primeiras vezes que você irá acertar tudo e fazer com que ela se agrade. Até mesmo quem já é experiente pode ter problema com isso quando transa com parceiras diferentes. Esteja aberto para o aprendizado e escute o que ela falar, procurando por lugares e posições que ela sinta mais prazer ao longo do tempo.

Quanto mais você praticar, principalmente com a mesma pessoa, mais intimidade vocês terão e mais prazer vocês conseguirão nesse momento. Não tente fazer tudo logo na primeira vez… Dê o melhor de si dentro de seus limites.

sexo-primeira-vez-jovens

Erros são comuns.

Outra coisa que você precisa ter em mente é que os erros são comuns. Isso em qualquer aspecto de nossas vidas. No sexo, ainda mais na primeira vez, podem ocorrer alguns erros, tanto por sua parte quanto por parte dela. O importante é saber como lidar com eles e evitar que aconteçam novamente.

O único erro que você não pode cometer é transar sem proteção. A camisinha é algo que você precisa ter com você o tempo todo, ela é essencial em qualquer transa, tanto para evitar a gravidez indesejada como também para evitar as doenças sexualmente transmissíveis. Sempre encontre um momento certo para colocar a camisinha, e saiba, isso não quebra o clima, apenas afirma que o sexo irá ocorrer.


Leonardo Luchetta482 Posts

É psicólogo e redator de conteúdos. Escreve, reflete e pesquisa sobre os mais variados temas. Não considera a escrita como trabalho, mas uma necessidade da alma.

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register