Aprenda a diminuir as suas neuroses

neurose

Nós vamos pensar aqui em neurose como sendo comportamentos disfuncionais que repetimos, sem nos darmos conta, e que trazem algumas consequências negativas em nossas vidas. Geralmente são comportamentos aprendidos, repetidos e tidos como “verdades” (você precisa realizá-los sempre da mesma forma), mas sem ter uma explicação racional para eles. Podendo ser os mais diversos tipos de comportamentos.

Vamos pensar ainda, que essas neuroses são comportamentos aprendidos socialmente através da modelação e da observação do comportamento alheio, que podem levar à alguns tipos de estereotipias (ou os “TOCs” como são conhecidos).

Portanto, para amenizar esses comportamentos, existem algumas dicas que podemos seguir e algumas reflexões a fazer para que eles deixem de existir, dependendo do quanto eles influenciam a sua vida. Dito isso, vamos às dicas.

Perceba a influência de um comportamento em sua vida.

A primeira coisa que devemos fazer é perceber como os comportamentos influenciam a nossa vida, sejam eles positivos ou negativos. Esses comportamentos podem fazer com que demoremos mais para realizar as nossas atividades diárias, influenciando ainda em nosso cansaço e estresse no decorrer do dia.

Perceber quanto um comportamento está sendo prejudicial ou não para você, é entender quais deles você pode continuar executando e quais devem ser deixados de lado, visando uma melhor qualidade de vida.

Entenda o que é a repetição de comportamento.

Repetir um comportamento significa fazer algo apenas por fazer, ou seja, é realizar algo por estar acostumado ou por ter aprendido que é certo, sem perceber os motivos de ter esses comportamentos. Essa repetição ocorre em vários momentos de nossas vidas e muitas vezes não nos damos conta que o fazemos. Isso vale tanto para comportamentos mais complexos como para os mais simples.

É preciso então perceber quais comportamentos seus são apenas repetições de comportamentos aprendidos e quais você optou por realizar. Perceber isso significa também conseguir escolher qual comportamento devemos continuar executando e qual comportamento deixar de executar, para assim melhorar a forma de como lidar com as questões do seu dia a dia. Dessa forma, você pode deixar de ter um comportamento repetido para um outro selecionado, melhorando a forma de comportar-se em muitas situações.

toc-homem

Entenda os motivos do seus comportamentos.

Para deixar de realizar um comportamento repetido e disfuncional, o que você precisa fazer é entender o motivo real dele. Quando não existir uma resposta racional para o que você está fazendo, é comum que esse seja um comportamento disfuncional, dessa forma é preciso perceber quais comportamentos são repetidos e sem motivos e quais tem fundamento.

Portanto, um comportamento repetido é aquele que não faz sentido e que não tem motivo para ser realizado, podendo ser disfuncional. Entender isso é limitar seus comportamentos.

Aprenda a modificar os comportamentos.

A modificação de comportamento ocorre quando você já percebeu quais comportamentos são disfuncionais (ou neuróticos) e quais tem fundamento. E assim você pode modificar os comportamentos repetidos para outros selecionados, executando as coisas de uma melhor maneira.

Quando você perceber quais comportamentos são repetições, você então poderá refletir sobre como realizá-los de uma forma mais prática e significativa ou poderá executar outros comportamentos para realizar uma mesma tarefa, de um forma que não seja maléfica para você.

O problema dos comportamentos repetidos (neuróticos) é que eles seguem sempre um padrão e devem ser feitos sempre da mesma forma, não deixando com que sejam feitos de uma forma diferente. É como se a pessoa tivesse que realizar sempre o mesmo comportamento da mesma forma, e muitas vezes ela nem percebe isso.

neurotico-charge

Entender isso serve para conseguir deixar de executar de vez esses comportamentos e modificá-los, ficando mais flexível e, principalmente, variando os comportamentos dependendo de cada situação. Isso pode trazer muito mais qualidade de vida, selecionando o que você deseja ou não fazer, deixando de ser escravo de seus comportamentos repetidos.


Leonardo Luchetta485 Posts

É psicólogo e redator de conteúdos. Escreve, reflete e pesquisa sobre os mais variados temas. Não considera a escrita como trabalho, mas uma necessidade da alma.

0 Comentários

Deixe um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register